Rio Grande do Norte

RN enfrenta desabastecimento de soros contra venenos e raiva, diz secretário de Saúde

Três hospitais vão concentrar o estoque que ainda existe. Pasta quer fazer monitoramento diário e evitar desperdícios.

O Rio Grande do Norte enfrenta um desabastecimento de soros para tratar mordidas e picadas de animais peçonhentos, segundo confirmou o Secretário Estadual de Saúde, Cipriano Maia. Outro insumo em falta é o inseticida malation utilizado pelos carros fumacê no combate ao mosquito aedes aegypti.

Os soros antivenenos e antirábicos, utilizados para tratar mordidas de cobras, escorpiões e morcegos, por exemplo, são fornecidos pelo Ministério da Saúde, mas tiveram “redução considerável” na produção.

Segundo o secretário, o estoque da Sesap está muito reduzido e é insuficiente para o prazo mínimo de regularização, que é de seis meses. Ele afirma que desde 2013 o governo federal vem enviando um número de soros menor do que o solicitado pelos estados. O cenário se deve às adequações necessárias, por parte dos laboratórios produtores, para cumprir as normas exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Por isso, precisamos reforçar os cuidados e alertar o agricultor para tomar mais cuidado na proteção contra a picada da cobra, bem como aumentar a vigilância no próprio ambiente doméstico. Chamamos atenção para aumentar a vigilância com relação à raiva porque embora não tenhamos casos de raiva humana desde 2010, há um grande número de animais com positividade para o vírus”, afirma.

Sobre as arboviroses (dengue, zika e chikungunya), o secretário chama a atenção da população, profissionais de saúde e vigilância dos municípios para reforçarem as ações de controle do mosquito

Diante do quadro, a Secretaria de Saúde definiu três hospitais de referência – o Giselda Trigueiro (Natal), Hospital Tarcísio Maia (Mossoró) e Hospital Telecila Freitas Fontes (Caicó) para centralizar os estoques, que serão monitorados diariamente. A pasta também afirmou que vai orientar e sensibilizar os profissionais de saúde para que cumpram rigorosamente os protocolos de prescrição dos soros, a fim de evitar desperdício.

Para esclarecer dúvidas e orientar a população e os profissionais de saúde quanto aos casos de acidentes por animais peçonhentos e intoxicações a Sesap disponibiliza também um serviço de plantão 24h. O Centro de Assistência Toxicológica do RN funciona por meio dos números telefônicos: 0800 281 7005 / 3232-4295 / 98803-4140 (whatsapp).

Fonte: G1 RN

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios