Destaque

Incêndio em prédios mata dezenas na capital de Bangladesh

Um incêndio que atingiu prédios em Daca, capital de Bangladesh, deixou 70 mortos e 55 feridos nesta quarta-feira (20), segundo balanço preliminar dos bombeiros e da polícia.

O comandante do serviço de bombeiros de Bangladesh, Ali Ahmed, disse que o número de mortos deve subir.

O fogo, que começou às 22h40 de quarta-feira (13h40 de Brasília), em um edifício do bairro de Chawkbazar, uma das áreas mais antigas da cidade, e se espalhou rapidamente após atingir armazéns de produtos químicos e plástico altamente inflamáveis.

As chamas também atingiram quatro prédios vizinhos e deixaram dezenas de pessoas presas nos imóveis. Muitas delas não conseguiram fugir pelas ruas estreitas e engarrafadas.

“Houve um tumulto quando o incêndio começou, as pessoas não conseguiram escapar”, disse Ahmed.

Emissoras de televisão exibiram imagens que mostravam a porta principal de um dos edifícios fechada, impedindo a saída dos moradores, enquanto as chamas consumiam os cinco andares do prédio.

Mais de 200 bombeiros foram mobilizados para conter as chamas. Na manhã desta quinta-feira (21), o fogo tinha sido contido, mas não completamente extinto.

Causa do incêndio

O incêndio pode ter começado em um botijão de gás antes de se espalhar rapidamente pelo prédio onde produtos químicos altamente inflamáveis eram armazenados, segundo Ahmed.

As chamas percorreram também quatro edifícios vizinhos, que também eram usados como armazéns de produtos químicos.

Chamas e fumaça sobem por prédios de Bangladesh — Foto: STR / AFP Photo

Outro caso

Um incêndio similar em 2010 em um antigo prédio na capital de Bangladesh, que também foi usado como depósito de produtos químicos, matou mais de 120 pessoas em um dos piores incêndios em Daca.

Após a tragédia, as autoridades da cidade anunciaram uma operação para erradicar os armazéns de produtos químicos de áreas residenciais, mas nos últimos anos a iniciativa foi paralisada.

Fonte: G1


Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios