Home Brasil & Mundo Cesta básica cai, mas ainda compromete 37,7% do salário

Cesta básica cai, mas ainda compromete 37,7% do salário

0
58

A cesta básica em João Pessoa apresentou uma queda de 1,66% e passou a custar R$ 324,90 em novembro, em comparação ao mês de outubro. A divulgação foi feita nesta quarta-feira (6) Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Em doze meses, a queda foi de -12,34% e no acumulado de 2017, registrou redução de -11,97%. Entre as 21 capitais pesquisadas pelo Dieese, João Pessoa é a 2ª capital com o menor custo da cesta básica de alimentos, mesma posição quando se compara com as capitais do Nordeste pesquisadas.

Entre outubro e novembro, houve aumento apenas no valor médio de três produtos: o óleo de soja (1,65%), a manteiga (1,29%) e a carne bovina (0,04%). Os produtos que apresentaram queda em seus preços foram: tomate (-7,49%), banana (-6,01%), feijão carioca (-5,91%), açúcar (-2,25%), pão francês (-0,75%), leite integral (-0,56%), farinha de mandioca (-0,38%) e o café em pó (-0,17%). O Arroz foi o único produto que não apresentou variação.

No acumulado de 2017, três produtos apresentaram alta: farinha de mandioca (11,68%), manteiga (6,89%), café em pó (3,30%). As reduções foram verificadas nos preços do feijão carioca (-45,34%), do tomate (-29,05%), do açúcar (-25,43%), leite integral (-12,53%), do arroz (-12,49%), da carne bovina (-8,61%), do óleo de soja (-7,96%), da banana (-3,23%) e do pão francês (-0,32%).

Em 12 meses, quatro produtos acumularam alta: a farinha de mandioca (10,50%), a manteiga (7,34%), café em pó (3,48%), o pão francês (1,54%). Os produtos que tiveram redução foram o feijão carioca (-52,25%), o tomate (-31,15%), o açúcar (-25,43%), o leite integral (-17,78%), arroz (-13,30%), a carne bovina (-7,06%), o óleo de soja (-4,15%) e a banana (-1,51%).

O trabalhador pessoense cuja remuneração equivale ao salário mínimo necessitou cumprir jornada de trabalho, em novembro, de 76 horas e 17 minutos, menor que o tempo necessário em outubro, de 77 horas e 34 minutos. Em novembro de 2016, a jornada ficou em 92 horas e 40 minutos.

Em novembro de 2017, o custo da cesta em João Pessoa comprometeu 37,69% do salário mínimo líquido (após os descontos previdenciários). Em outubro, o percentual exigido foi de 38,33%. Já em novembro de 2016, o comprometimento foi de 45,78% do salário mínimo.

Fonte: Portal Correio

Veja Também

Tribunal marca data de julgamento que pode tornar Lula inelegível.

O TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) marcou nesta terça-feira (12) o julgament…