Conecte-se conosco

Polícia

Tragédia: fumaça causa acidente com vários mortos e feridos na BR-277.

Publicado

em

Foto: Franklin de Freitas
header ads

Um acidente gravíssimo na noite deste domingo (02) envolvendo 22 veículos deixou pelo oito mortos e 26 feridos no km 76 da BR-277, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo informações do Coronel dos Bombeiros Samuel Prestes, entre os feridos, dois estão em estado gravíssimo e correm risco de morte.  A principal causa do acidente foi a densa fumaça causada por um incêndio ambiental nas margens pista, que prejudicou a visibilidade na rodovia.

De acordo com os bombeiros,  envolveram-se no acidente cinco motocicletas, 16 veículos leves, entre eles uma viatura da Polícia Militar, e uma carreta. Para o atendimento da ocorrência, foi usado um efetivo de guerra, com 10 ambulâncias, do Corpo de Bombeiros, do Samu e da concessionária que cuida do trecho, além de três caminhões de resgate e 15 viaturas policiais. “O atendimento rápido foi graças a união de todos os órgãos organizados. Nós montamos um cenário de guerra. Nós localizamos as vítimas rapidamente, dividimos pela gravidade das lesões e com isso a transferência para os hospitais foi mais rápida. Infelizmente muitas vítiimas morreram no local”, explicou Prestes. Por volta da 1h20 da madrugada desta segunda (3), os bombeiros aguardavam o trabalho do Instituto de Criminalística para que os veículos pudessem ser retirados da pista e a rodovia liberada.

As informações preliminares são de que o primeiro acidente foi entre um motociclista e uma viatura da Polícia Militar, que interditou a pista. Depois disso, os carros que vinham atrás teriam ido para o acostamento e ligado o pisca alerta. Porém, o motorista do caminhão, sem enxergar os carros por causa da fumaça, em alta velocidade acabou praticamente passando por cima dos veículos que estavam já parados na pista. “Qualquer informação que dermos agora sobre o acidente, como velocidade e culpados, será precipitada. A Polícia Rodoviária Federal investigará o acidente e poderá se manifestar”, afirmou Prestes. O motorista da carreta não sofreu ferimentos, mas ficou em estado de choque.

Várias pessoas começaram a chegar no local por volta da meia-noite em busca de informações sobre os feridos e mortos no acidente, mas, segundo o Coronel Prestes, até a 1h30 ainda não havia dados sobre a identificação das vítimas. A maioria dos feridos foi encaminhada para o Hospital Cajuru.

“De repente foi carro batendo e moto voando”

Leonardo Barros Castro foi um dos motoristas envolvidos no acidente trágico da BR-277. “Eu estava parado com pisca alerta ligado, porque havia um acidente na frente e os carros de repente vieram batendo. Eu vi moto voando. Foram batendo porque ninguém estava enxergando nada por causa da fumaça”, contou ele à reportagem do Bem Paraná. “Tivemos que sair correndo do carro com medo de morrermos. Foi um grande susto”

Edson Antonio estava rertornando de viagem pela BR-277 e bem perto de casa quando percebeu o que pensou ser neblina, mas era na verdade fumaça do incêndio ambiental: “Eu já reduzi, liguei o pisca alerta e consegui evitar de bater no carro da frente, mas um veículo Gol logo bateu atrás de mim. Eu desci para ver se estavam todos bem no outro carro, foi quando os veículos começaram a vir e bater. Peguei a família e saímos correndo. Foi um milagre estarmos vivos”.

“Acidente foi dano trágico dos incêndios. População precisa evitar os incêndios assim como evita o Covid-19”

Os bombeiros tinham sido chamados um pouco antes do acidente para atender o incêndio nas margens da pista, mas quando chegaram a tragédia já tinha acontecido na BR-277. Moradores da região disseram que a fumaça do incêndio já toma conta da região há pelo menos 15 dias. “Esse acidente foi um dano trágico dos incêndios ambientais que estão atingindo todo o Estado. Esses focos de incêndio podem acontecer em qualquer rodovia do País e aqui no Paraná estamos em estiagem grave. Nossos atendimentos a incêndio ambiental aumentaram 78%¨nestes seis meses”, disse o Coronel Prestes. Ele aproveitou para pedir a ajuda da população no combate aos incêndios: “Precisamos do apoio da população para conter os incêndios ambientais, avisando os bombeiros e redobrando os cuidados. Estamos com as equipes de bombeiros trabalhando dobrado. Precisamos que a população do Paraná cuide para evitar incêndios assim como cuida para evitar o Covid-19”.

Texto: Josianne Ritz e Franklin de Freitas

Fonte: Bem Paraná

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Polícia

Homem é preso com pistola, carregadores e munições, no Sertão paraibano

O condutor, um homem de 39 anos, informou que utilizava a pistola para defesa pessoal e possuía porte de arma.

Publicado

em

- Foto: Reprodução/Reprodução
header ads

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba prendeu, na noite da última quarta-feira (23), um homem com uma pistola e 36 munições. A prisão ocorreu no município de Patos, no sertão paraibano.

Os policiais abordaram um veículo Toyota Corolla no início da BR 361. A equipe solicitou a documentação do veículo e do motorista. Os policiais perceberam que o condutor apresentava bastante nervosismo na abordagem. Ao realizar buscas no veículo, a equipe encontrou na porta do automóvel, ao lado do motorista, uma pistola Taurus 59S calibre 380, pronta para uso, com dois carregadores e 36 munições.

O condutor, um homem de 39 anos, informou que utilizava a pistola para defesa pessoal e possuía porte de arma. Contudo, após consultas aos sistemas, foi verificado que o porte de arma estava vencido. O homem foi detido, conduzido à Polícia Civil e deverá responder por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Fonte: PB Agora
Publicado em 24 de setembro de 2020 às 11h16

Continue lendo

Polícia

Polícia apreende drogas e prende suspeito de tráfico

Policiais da Força Tática do 7º Batalhão encontraram 6 kg de crack, 1 kg de maconha, 50 gramas de cocaína e dinheiro.

Publicado

em

Foto: Reprodução/Divulgação/Secom/PB
header ads

A Polícia Militar desarticulou mais um ponto do tráfico de drogas, na cidade de Santa Rita, nessa terça-feira (22), e apreendeu crack, maconha e cocaína. O esquema funcionava em uma casa, que servia de local para embalar e distribuir entorpecentes. Um suspeito de 29 anos foi preso em flagrante.

No local, no bairro de Marcos Moura, os policiais da Força Tática do 7º Batalhão encontraram 6 kg de crack, 1 kg de maconha, 50 gramas de cocaína e dinheiro. A prisão aconteceu no momento em que ele estava separando a droga para fazer a distribuição.

O preso foi apresentado na 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita.

Fonte: Paraíba.com.br
23/09/2020 | 13h17min
Assessoria

Continue lendo

Polícia

Seis mortos pela PM eram de quadrilha interestadual de assalto a bancos

Publicado

em

Foto: Beto Silva/TV Paraíba
header ads

Os seis homens mortos nesse sábado (19) durante uma operação policial no Sertão paraibano faziam parte de uma “quadrilha interestadual de alta periculosidade” que atuava em Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia e que era especializada em assaltos a agências bancárias. A informação é do coronel Francisco Campos, comandante do Policiamento Regional 2 da Polícia Militar da Paraíba, que deu detalhes sobre a operação iniciada ainda na quarta-feira (16).

O bando tinha explodido uma agência bancária no município de Coremas, no interior paraibano, e desde então estava sendo perseguido pelos policiais. O coronel disse que se tratava de um grupo fortemente armado, com fuzis automáticos e espingardas calibre 12.

Ainda de acordo com o coronel, houve dois confrontos. Um primeiro, registrado logo no início da operação, aconteceu nas proximidades do município de Emas. Nesse primeiro, os ladrões conseguiram fugir. As perseguições, contudo, prosseguiram.

Foram quatro dias de cerco ininterrupto que terminou num confronto direto com os bandidos”, explicou o coronel Francisco Campos, destacando ainda que a ação contou com um grande contingente policial, incluindo aí apoio aéreo e policiais especializados em operações em área de Caatinga.

Entre os homens mortos, já foram identificados paraibanos, pernambucanos e potiguares. O coronel diz que, em meio ao cerco, eles conseguiram identificar o local exato onde os bandidos estavam. Ele relata que os policiais deram voz de prisão, mas os ladrões responderam com agressividade, usando armamento pesado contra a polícia.

Ainda de acordo com o comandante, os ladrões foram baleados e rapidamente encaminhados ao Hospital Regional de Patos, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Fonte: G1

Continue lendo

Destaques