Conecte-se conosco

Ceará

Mais de 1,2 tonelada de drogas apreendidas no período de quatro anos são incineradas no Ceará

Além de uma grande quantidade de maconha, foram queimados skunk, haxixe, crack, cocaína, comprimidos de psicotrópicos e micropontos de LSD.

Publicado

em

A incineração das drogas foi realizada em uma cerâmica situada em Aquiraz, na Grande Fortaleza — Foto: Halisson Ferreira/SVM
header ads

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) incinerou 1,224 tonelada de drogas apreendidas em todo o estado, entre os anos de 2016 e 2020, na manhã desta quinta-feira (30). A queima do material ilícito foi realizada nos fornos de uma cerâmica situada no município de Aquiraz, na Grande Fortaleza.

Ao todo, foram destruídos pelo fogo 988 kg de maconha, 330 kg de skunk e haxixe, 29 kg de crack, 124 kg de cocaína, 2.700 comprimidos de psicotrópicos e quase 1.000 micropontos de LSD.

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) incinerou 1,224 tonelada de drogas apreendidas em todo o estado, entre os anos de 2016 e 2020, na manhã desta quinta-feira (30). A queima do material ilícito foi realizada nos fornos de uma cerâmica situada no município de Aquiraz, na Grande Fortaleza.

Ao todo, foram destruídos pelo fogo 988 kg de maconha, 330 kg de skunk e haxixe, 29 kg de crack, 124 kg de cocaína, 2.700 comprimidos de psicotrópicos e quase 1.000 micropontos de LSD.

A ação, conduzida pela Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), foi acompanhada por representantes da Polícia Civil, da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Fonte: G1 CE 30/07/2020 10h49

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Ceará

Ceará registra 7.821 mortes pela Covid-19, com mais de 179 mil casos confirmados

Já são mais de 151 mil pacientes recuperados.

Publicado

em

header ads

O Ceará registrou, até esta terça-feira (4), 179.976 casos e 7.821 óbitos por Covid-19. As informações são da plataforma IntegraSUS, atualizada às 17h40. Número de recuperados da doença chegou a 151.069.

De acordo com a plataforma da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), 79.989 casos são suspeitos. Até o momento, já foram realizados 481.931 exames para detectar o novo coronavírus.

As escolas do Ceará, privadas e particulares, vão receber testagem em massa para os alunos, professores e funcionários, para detectar o novo coronavírus, disse o secretário da Saúde do Ceará. A capacidade de testagem do Estado deve ser ampliada para 300 mil exames por mês.

Veja outras informações da plataforma:

  • A taxa de ocupação das UTIs cearenses é de 69,30%;
  • A taxa de ocupação das enfermarias cearenses é de 36,09%;
  • A letalidade da doença no Estado é de 4,3%.

Fortaleza concentra 3.712 óbitos pela Covid-19, com 42.452 diagnósticos positivos. A cidade está na quarta fase do plano de reabertura econômica. De acordo com o secretário executivo de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Planejamento e Gestão e coordenador do Plano de Retomada das Atividades Econômicas do Ceará, Flávio Ataliba, bares, cinemas, shows e eventos podem ser retomados em setembro.

Em seguida no número de casos está a cidade de Sobral, com 10.038 registros e 287 mortes. Em Juazeiro do Norte, no Cariri, o número de diagnósticos positivos é de 10.376, com 226 óbitos pelo novo coronavírus. O comércio em Juazeiro do Norte foi retomado na segunda-feira (3), após cinco semanas de isolamento social rígido.

Na Região Metropolitana, Maracanaú contabiliza 5.389 casos confirmados e 233 mortes. Caucaia é a segunda cidade em óbitos pela doença, com 320 ocorrências e 5.103 diagnósticos positivos. Em Maranguape, que registra 4.189 casos, 107 pessoas não resistiram à Covid-19.

Também se destacam no número de casos do novo coronavírus as cidades de Crato (3.542), Quixadá (2.938), Tianguá (2.748), Acaraú (2.489) e Itapipoca (2.288).

Os números apresentados pela Sesa são atualizados permanentemente. As mortes não foram contabilizadas no dia em que ocorreram, nem os casos, no dia dos primeiros sintomas, e sim, registrados conforme a liberação dos resultados de exames.

Veja como está o plano de retomada por região:

  • Fortaleza segue na fase 4 (cinemas e bares ainda não têm permissão de funcionamento)
  • Municípios da Macrorregião de Fortaleza avançam para a fase 4;
  • Macrorregiões do Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe continuam na fase 2;
  • Macrorregião Norte segue para a fase 2;
  • Macrorregião do Cariri segue para a fase 1

Veja o que pode reabrir na 4º fase do plano de transição em Fortaleza

  • Restaurantes e barracas nos períodos diurno e noturno (até 23h);
  • Academias (30% da capacidade)
  • Transporte interestadual de passageiros;
  • Locação de automóveis com motorista;
  • Comércio de produtos não essenciais;
  • Atividades religiosas (100% da capacidade).

Fonte: G1 CE 04/08/2020 09h53

Continue lendo

Ceará

Motociclista sem capacete morre em colisão com carro na CE-060

Vítima usava tornozeleira eletrônica, que acabou se rompendo com o impacto da batida.

Publicado

em

header ads

Um motociclista morreu em uma colisão com um carro, na manhã deste domingo (2), na CE-060, em Maracanaú, na Grande Fortaleza. Ele não usava capacete no momento do acidente. A polícia identificou também que ele era monitorado por tornozeleira eletrônica. O motorista do automóvel se apresentou à polícia e fez exame etílico, cujo resultado foi negativo.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) patrulhava a área quando ouviu um forte barulho de colisão de veículos. Ao se aproximar do local, os agentes avistaram um homem ao solo a cerca de 10 metros de uma motocicleta danificada e um veículo no canteiro central, com marcas de batida.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) compareceu ao local e constatou o óbito do motociclista. A tornozeleira, que acabou se rompendo com o impacto da colisão foi entregue na Delegacia Metropolitana de Maracanaú, onde o condutor do carro se apresentou e foi liberado após prestar depoimento.

Fonte: G1 CE 02/08/2020 19h35

Continue lendo

Ceará

Fiocruz alerta para possível segunda onda de Covid-19 no Ceará

Rio de Janeiro e Maranhão também correm risco de um novo aumento no número de casos da doença, conforme pesquisa.

Publicado

em

Rodoviária de Fortaleza adota medidas de protocolo sanitário de combate ao novo coronavírus. — Foto: Fabiane de Paula/Sistema Verdes Mares
header ads

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alerta para uma possível segunda onda de Covid-19 no Ceará. Conforme a fundação, Rio de Janeiro e Maranhão também podem sofrer um novo aumento do número de casos.

O prognóstico consta de um boletim divulgado nesta quinta-feira (30) pelo Infogripe, o sistema que monitora a ocorrência da síndrome respiratória aguda grave (SRAG) no país.

Nesses três estados, um pico de casos foi registrado na primeira quinzena de maio. Em junho, houve quedas seguidas, mas, no fim de julho, segundo as estimativas, a curva tornou a subir — ainda que em um patamar bem abaixo do de dois meses atrás.

Em Fortaleza, que tem a maior parte dos casos da doença desde o início da pandemia, a média de óbitos durante a última semana epidemiológica caiu para 1,8, igualando-se ao índice da semana com as primeiras mortes pela doença na capital cearense.

No estado, apenas a região Cariri tem aumento do número de novos casos de Covid-19.

Fiocruz alerta para risco de segunda onda de Covid-19 no Ceará — Foto: Reprodução/G1

Brasil em um ‘platô’

Já a projeção para todo o Brasil, segundo o pesquisador e coordenador do Infogripe, Marcelo Gomes, “indica que não estamos numa situação tranquila”.

“Estamos com uma estimativa de que o número de novos casos semanais pode estar acima do primeiro pico, registrado em maio”, afirmou Gomes.

A curva do Brasil é diferente da do RJ. Em vez de um pico e uma subsequente queda — com sinal de retomada no crescimento —, há uma oscilação num platô, com tendência de aumento.

Fonte: G1 CE 31/07/2020 15h10

Continue lendo

Destaques