Conecte-se conosco

Esportes

Fórmula 1: GP Brasil aguarda nova data após confirmação de 8 etapas

Já negociações sobre sede da corrida em 2021 seguem paralisadas

Publicado

em

Foto: Reuters/John Sibley/Direitos Reservados
header ads

Apesar de ainda não ter data confirmada, o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 deve fazer parte das próximas corridas oficializadas para 2020. O calendário do campeonato, que iniciaria em março, teve de ser alterado devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Ontem (2), foram divulgadas as oito etapas que abrirão a temporada deste ano – todas na Europa, onde a curva de propagação da doença está descendente.

“Os dirigentes da Liberty Media (empresa responsável pela Fórmula 1) consideram que as corridas das Américas serão realizadas, assim como as do Oriente Médio. Eles têm como base que, entre outubro e novembro, a curva da pandemia, como ocorreu na Ásia e Europa, já terá caído o suficiente para garantir a realização dessas etapas”, explica à Agência Brasil o diretor de imprensa do GP Brasil, Castilho de Andrade.

A pandemia afetou 10 provas inicialmente previstas para 2020, sendo quatro (Austrália, Mônaco, França e Holanda) canceladas e seis (Bahrein, Vietnã, China, Espanha, Azerbaijão e Canadá) adiadas. No calendário original, a etapa brasileira, no autódromo de Interlagos, em São Paulo, estava prevista para 15 de novembro.

O artigo 5.4 do regulamento esportivo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) determina um mínimo de oito etapas para um campeonato ser considerado finalizado. Já o Código Esportivo Internacional da entidade indica que, para ser “mundial”, o torneio deve incluir eventos em pelo menos três continentes durante a mesma temporada. O chefe-executivo da F1, Chase Carey, disse em março projetar um calendário com 15 a 18 corridas, mesmo com o impacto da pandemia.

Com a reformulação no calendário, os organizadores do GP Brasil aguardam a confirmação da nova data para iniciar a venda de ingressos. A liberação de público, porém, depende do que for determinado pelas autoridades sanitárias. A competição será retomada com portões fechados nas duas corridas de Spielberg (Áustria). Já nas duas provas agendadas para o Reino Unido, ambas em Silverstone, a presença de torcedores necessita de um acordo com o governo britânico devido à necessidade de quarentena para entrar no país.

Futuro do GP Brasil

O cenário provocado pelo novo coronavírus impactou também a negociação para renovação do contrato de realização da prova em São Paulo, que vence em 2020. A capital paulista recebe o Grande Prêmio no autódromo de Interlagos desde 1972 – com exceção de 1978 e de 1981 a 1989, quando a corrida foi disputada no Rio de Janeiro.

“As conversas (com a Liberty Media) estão bem avançadas, mas, a pandemia mudou o foco do dirigentes internacionais para refazer o calendário, cuidar das corridas adiadas e canceladas. Os contatos deverão recomeçar quando o novo calendário estiver pronto”, diz Andrade.

São Paulo tem justamente a concorrência do Rio de Janeiro para receber a etapa a partir de 2021. A prefeitura da capital fluminense pretende construir um circuito de F1 em Deodoro, zona oeste do município A obra, no entanto, depende da aprovação do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA). De acordo com ambientalistas do movimento SOS Floresta do Camboatá, o terreno que poderá receber o autódromo é considerado o último remanescente de Mata Atlântica de terras baixas no município. Os estudos seriam apresentados e discutidos em uma audiência pública virtual marcada para o último dia 28, mas a assembleia foi suspensa pela Justiça.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 03/06/2020 – 19:38 Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil – São Paulo
Edição: Cláudia Soares Rodrigues

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Esportes

Fifa adia início das eliminatórias sul-americanas para outubro

Decisão foi tomada após consulta à Conmebol

Publicado

em

Foto: REUTERS/Arnd Wiegmann/Direitos Reservados
header ads

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) anunciou nesta sexta (10) que adiou para outubro o início das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que acontece no Catar. Inicialmente, os jogos classificatórios seriam realizados em março, mas foram adiados por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Recentemente, em declaração pública, o presidente da Fifa, o ítalo-suíco Gianni Infantino, chegou a cogitar o início da competição em setembro, mas mudou de opinião após consulta a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e a outras confederações do continente.

Na primeira janela das eliminatórias da Copa, dentro de três meses, o Brasil estreia contra a Bolívia.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 10/07/2020 – 16:10 Por Rodrigo Ricardo – Repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro
Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Champions: Jogos de volta das oitavas serão na casa dos mandantes

Restante da competição será disputado em Lisboa

Publicado

em

Foto: Reprodução/Reuters/Direitos Reservados
header ads

Os jogos de volta dos quatro confrontos das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa (Champions League) que ainda não foram definidos serão disputados nos estádios dos times mandantes, com portões fechados. A decisão foi anunciada pela União das Associações Europeias de Futebol (Uefa) nesta quinta (9), após reunião extraordinária do comitê executivo da entidade.

Isso significa que a Juventus (Itália) poderá receber o Lyon (França) em Turim, que o Manchester City (Inglaterra) medirá forças com o Real Madrid (Espanha) em Manchester, que o Bayern de Munique (Alemanha) e Chelsea (Inglaterra) jogarão em Munique e que o Barcelona (Espanha) enfrentará o Napoli (Itália) em Barcelona. As partidas ocorrerão nos dias 7 e 8 de agosto.

Segundo nota da Uefa, a decisão de fazer os duelos sem torcida se explica pela “proteção da saúde dos envolvidos nos jogos e do público em geral; a responsabilidade de providenciar as condições mais seguras possíveis para a realização das partidas, de forma a garantir a sequência da competição e a justiça esportiva em um cenário inconstante, já que alguns países liberaram público nos estádios, outros não”.

City e Bayern têm os cenários mais favoráveis, já que venceram os jogos de ida, fora de casa, por 2 a 1 e 3 a 0, respectivamente. A Juventus foi superada pelo Lyon, na França, por 1 a 0. Já Napoli e Barcelona ficaram no 1 a 1 na Itália. Paris Saint-Germain (França), Atlético de Madri (Espanha), RB Leipzig (Alemanha) e Atalanta (Itália) já estão garantidos nas quartas de final.

A competição está suspensa desde 11 de março por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Em 17 de junho a Uefa anunciou que a retomada do torneio, a partir das quartas de final, seria toda ela realizada em Lisboa (Portugal), entre 12 e 23 de agosto, com partidas nos estádios José Alvalade (Sporting) e da Luz (Benfica), que receberá a decisão.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 09/07/2020 – 18:39 Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional – São Paulo
Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Fluminense e Flamengo decidem a Taça Rio, sem público no Maracanã

Se Rubro-Negro levar a melhor, conquista título estadual pela 36ª vez

Publicado

em

Foto: Sergio Moraes / Reuters / Direitos Reservados
header ads

Fluminense e Flamengo disputam nesta quarta-feira (8), às 21h30, no Maracanã, a final da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Estadual. Quem sair vitorioso, levantará o troféu. Em caso de empate, a decisão será definida em cobranças de pênaltis.

Se a equipe tricolor for a campeã, se classificará para a fase final do Campeonato Carioca e terá como adversário o mesmo oponente da noite de hoje. Desde que a competição foi retomada após a paralisação decorrente da pandemia do novo coronavírus (covid-19), os comandados do técnico Odair Hellmann não venceram, nem marcaram gols. Ao todo, foram três jogos, sendo dois empates (Macaé e Botafogo) e uma derrota (Volta Redonda).

Caso os rubro-negros levem a melhor, o Campeonato Estadual estará definido, tendo em vista que o time do técnico Jorge Jesus conquistou a Taça Guanabara e a primeira colocação na classificação geral da competição. Ao contrário do Fluminense, após o retorno das partidas, o Flamengo alcançou 100% de aproveitamento, com vitórias sobre Bangu, Boavista e Volta Redonda. O artilheiro Gabigol não marcou nesses jogos. Ele tem 8 gols no Estadual e divide a artilharia com João Carlos, do Volta Redonda.

Em relação ao time que começa jogando, o treinador tricolor não terá o novo reforço, o atacante Fred, que sentiu dores no pé. Além dele, o meio-campista Paulo Henrique Ganso, com dores lombares, também não será relacionado.

Novo reforço do Fluminense, Fred está com dores lombares e fora da decisão – Foto: Daniel Perpetuo/FFC

Já o técnico Jorge Jesus poderá contar com força máxima para o duelo de logo mais, porém o clube anunciou através do twitter que toda a delegação realizou exames moleculares no Centro de Treinamento George Helal, e um atleta testou positivo para a covid-19. O jogador que não teve seu nome revelado, foi afastado do grupo e terá que cumprir quarentena. Caso não tenha sido um componente do time titular, o Flamengo deverá jogar sem desfalque.

As prováveis escalações: Fluminense: Muriel; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Egídio; Dodi, Hudson e Yago; Nenê, Marcos Paulo e Evanilson. Técnico: Odair Hellmann. Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Arão, Gerson e Everton Ribeiro; Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 08/07/2020 – 12:46 Por Rafael Monteiro, repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro
Edição: Sergio du Bocage

Continue lendo

Destaques