Conecte-se conosco

Esportes

Com gol de brasileiro, Hertha goleia no Campeonato Alemão

Jovem atacante Matheus Cunha joga bem e marca

Publicado

em

Foto: Reprodução/Reuters/Direitos Reservados
header ads

Enquanto na maior parte do mundo o futebol continua parado por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), na Alemanha ele continua a pleno vapor, e, nesta sexta (22), o Hertha Berlim goleou o Union por 4 a 0 pela 27ª rodada da competição nacional.

Um dos destaques da partida foi o brasileiro Matheus Cunha. O jovem atacante, um dos destaques do Brasil no pré-olímpico de futebol masculino, marcou um gol e foi uma das principais armas ofensivas do Hertha.

Os outros gols do Hertha foram marcados pelo bósnio Ibisevic e pelos belgas Lukebakio e Boyata.

A 27ª rodada do Campeonato Alemão continua no próximo sábado, com cinco partidas, e no domingo, com outras três.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 22/05/2020 – 18:43 Por Agência Brasil – Rio de Janeiro
Edição: Fábio Lisboa

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Esportes

Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena

Primeiro-ministro do Japão e Thomas Bach iniciaram projeto de regras

Publicado

em

Foto: Reuters/Stoyan Nenov/Direitos Reservados
header ads

Os organizadores da Olimpíada de Tóquio (Japão), adiadas para o ano que vem, vão exigir testes de detecção do novo coronavírus (covid-19) de atletas estrangeiros na chegada ao Japão, mas não um período de quarentena de duas semanas, de acordo com projeto de regras divulgado nesta quarta-feira (23).

Atletas japoneses e outros participantes que vivem no Japão enfrentarão requisitos semelhantes ao viajar para campos de treinamento e locais de competição sob as medidas planejadas, que foram divulgadas após uma reunião entre o comitê organizador de Tóquio 2020, o governo japonês e autoridades metropolitanas de Tóquio.

A pandemia, que infectou milhões em todo o mundo, lançou uma sombra sobre a viabilidade dos Jogos do próximo ano, mesmo com o novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, enfatizando sua importância.

Na manhã de hoje, Suga conversou com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, por telefone, sobre a realização de uma Olimpíada de sucesso. Suga prometeu cooperar estreitamente na execução de um evento seguro para atletas e torcedores, informou seu gabinete.

No esboço do plano, os organizadores de Tóquio também propuseram limitar as viagens dentro do Japão para atletas, que teriam de registrar todas as rotas de deslocamentos domésticos e seriam transportados em veículos exclusivos para cidades que hospedam delegações nacionais e para locais de treinamento.

Detalhes das medidas sanitárias de prevenção à covid-19 para os Jogos ainda estão em discussão, incluindo a frequência dos testes, disse aos repórteres Toshiro Muto, diretor executivo do comitê organizador de Tóquio 2020.

Muto afirmou esperar que as deliberações com o COI e várias federações esportivas internacionais sejam finalizadas até dezembro.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 23/09/2020 – 13:25 Por Mari Saito, Kiyoshi Takenaka e Daniel Leussink – Repórteres da Reuters – Tóquio

Continue lendo

Esportes

Vila Nova derrota Imperatriz pela Série C do Campeonato Brasileiro

Partida foi marcada por três belos gols da equipe da casa

Publicado

em

Foto: Reprodução/Vila Nova FC/Direitos Reservados
header ads

O Vila Nova chegou à terceira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro ao passar pelo Imperatriz por 3 a 0, na partida que fechou a 7ª rodada da competição. Com o resultado, o Tigrão é o novo vice-líder do Grupo A, com 12 pontos conquistados. Já o Cavalo de Aço permanece na lanterna, com apenas um ponto.

O jogo foi marcado pelos gols bonitos e por uma curiosidade. Antes de a bola rolar, a arbitragem solicitou que a equipe do Imperatriz trocasse o calção branco. Como o Vila Nova, que era o mandante, jogaria com calção branco e o time do Maranhão não levou uniforme reserva, o Tigrão emprestou o calção vermelho para o Cavalo de Aço utilizar.

Gols da partida

O primeiro gol do Vila Nova foi aos 15 minutos do primeiro tempo, em uma bela jogada ensaiada. Falta pela direita de ataque com troca de passes até que Emanuel Biancucchi chutou forte no canto direito, obrigando Henal a fazer ótima defesa. No rebote, Henan conferiu para abrir o placar.

O Vila Nova continuou melhor durante todo o primeiro tempo e só não foi para o intervalo goleando porque Henal estava em noite inspirada. O time da casa chegou ao segundo gol aos 38 minutos da segunda etapa, com Caíque. Ele recebeu dentro da grande área, deu um lindo drible no zagueiro, e soltou a bomba para estufar a rede adversária.

Depois de dois belos gols, o terceiro não poderia ser diferente. Aos 46 minutos, Pablo dominou na entrada da área, ajeitou e bateu colocado no ângulo esquerdo do goleiro. Golaço.

Na próxima rodada, o Imperatriz recebe o Ferroviário, sábado (26), às 17h, no Estádio Frei Epifânio. Já o Vila Nova joga com o Treze, no mesmo dia, às 19, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA).

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 22/09/2020 – 00:29 Por Repórter: Mauricio Costa – Repórter da Rádio Nacional – Rio de Janeiro
Edição: Liliane Farias

Continue lendo

Esportes

Tite destaca boa fase de Neymar e versatilidade de convocados

Técnico também revelou que Gabriel Menino terá a função de articulador

Publicado

em

Foto: Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reservados
header ads

Apesar de o título da Liga dos Campeões ter escapado do Paris Saint-Germain, da França, o futebol apresentado por Neymar na reta final da competição deixou Tite animado. O técnico da seleção brasileira comemorou a possibilidade de ter o atacante em grande fase técnica e física para o início das Eliminatórias da Copa do Mundo, em outubro, contra Bolívia e Peru.

“O Neymar, nesse grande grande momento, é extremamente importante e diferenciado, sem os problemas clínicos que o afetaram, e dando sequência à plenitude da condição. Estava tentando lembrar da última vez que a gente o teve nessa plenitude”, destacou Tite, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (18), transmitida pela CBFTV. “A seleção procura o atleta no melhor momento, para que ele nos transfira o conjunto da obra. Neymar é um líder técnico extraordinário”, completou.

Entre 2018 e 2019, Neymar raramente esteve 100% com a seleção. Uma fratura no quinto metatarso do pé direito, além de uma lesão no tornozelo da mesma perna, atrapalharam o atacante na Copa do Mundo da Rússia. As contusões voltaram a incomodar o camisa 10 no ano passado. Em junho, antes da Copa América, ele voltou a sentir o tornozelo logo no início de um amistoso contra o Catar, em Brasília, e foi cortado da competição.

A expectativa da comissão técnica é que Neymar seja um dos líderes em uma convocação que também reúne caras novas, como o meia Bruno Guimarães, do Lyon (França), o atacante Rodrygo, do Real Madrid (Espanha), e o volante Gabriel Menino, chamado como lateral, mas que atua como meio-campo pelo Palmeiras.

“Ele [Neymar] terminou a Champions jogando com muita qualidade. A gente o espera como um esteio para essa meninada, com liderança técnica, e outros atletas também com liderança de comando, de postura forte, de combatividade”, disse Cleber Xavier, auxiliar de Tite, também na coletiva.

As presenças de Rodrygo e Gabriel Menino, aliás, foram temas recorrentes na entrevista. Sobre ambos, Tite e comissão técnica enalteceram a polivalência dos atletas. Especificamente a respeito do palmeirense ter sido chamado como lateral, e não como volante, o treinador revelou que a coleta de informações não se limitou aos jogos do Verdão na temporada.

“Ele teve formação como lateral, também. Falamos com Ângelo, do sub-15 do Guarani, com o Paulo [Vitor Gomes], da seleção sub-17 e que era da sub-15. Temos as informações das características pessoais e técnicas do atleta, além do acompanhamento in loco em quatro jogos e oito pela TV. É um novo talento surgindo em uma posição importante. Em termos táticos, o Daniel Alves, que joga no meio pelo São Paulo, faz uma função de armação que é a mesma que faz na seleção. O inverso serve para o Menino. Ele trabalha pelo centro, mas sua função ofensiva será de articulador, similar ao Palmeiras”, explicou o técnico.

Já sobre Rodrygo, Cléber Xavier destacou a capacidade do atacante cair pelos dois flancos.

“Ele é um jogador de lado esquerdo, mas também atuou no Santos pela direita. No Real, incorporou esse lado direito. É muito forte no um contra e um e nos traz essa opção para determinados momentos do jogo”, justificou o auxiliar. “Ele abre o campo, para dar espaço de infiltração, e tem naturalidade nos movimentos”, completou Tite.

A seleção brasileira estreia nas eliminatórias no próximo dia 9 de outubro, contra a Bolívia, na Neo Química Arena, em São Paulo (SP). Quatro dias depois, visita o Peru, em Lima. Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) e às medidas de segurança sanitária que têm sido adotadas para os jogos, não haverá presença de torcedores.

“Estar perto do torcedor é uma energia inconteste. Fui assistir a um jogo no Maracanã, da cabine. Você olha, não vê público, é estranho. Você quer voltar a trabalhar em um ritmo normal e pensa: ‘não é normal ainda, calma’. As coisas estão voltando aos poucos. Nada substitui o contato humano”, concluiu o técnico brasileiro.

Fonte: Agência Brasil
Publicado em 18/09/2020 – 17:30 Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional – São Paulo
Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

Destaques