Conecte-se conosco

Poço Dantas

BOMBA: Presidente da Câmara de Poço Dantas, Bosco de Ataíde rompe com o grupo da situação e passa a apoiar o pré-candidato da oposição, Zé Almeida.

Publicado

em

header ads

Reviravolta na política de Poço Dantas. O presidente da Câmara Municipal de Poço Dantas, vereador Bosco de Ataíde do PTB rompeu politicamente com o prefeito Dedé de Zé Cândido, o pré-candidato a prefeito Itamar Moreira e todo o grupo da situação. A partir de agora o parlamentar e seu grupo passam a apoiar o pré-candidato da oposição, empresário Zé Almeida do Solidariedade.

O rompimento com a atual gestão de Dedé Cândido (PTB) e com o pré-candidato da situação, Itamar Moreira ocorre em um momento de fortalecimento dos caminhos da oposição poço-dantense para o pleito 2020. Com o rompimento o grupo da oposição passa a ter quatro vereadores na Câmara Municipal.

Insatisfeito com os rumos tomados pelo prefeito Dedé Cândido, principalmente pela forma de administração que não tem atendido aos anseios da população, o vereador Bosco de Ataíde resolveu somar forças ao grupo de oposição, após várias conversas de articulação com lideranças da oposição.

VEREADOR BOSCO DE ATAÍDE: LIDERANÇA POLITICA DE POÇO DANTAS
O presidente da Câmara Municipal de Poço Dantas, vereador Bosco de Ataíde é uma importante liderança política do Município. Sua base eleitoral é o Distrito de São João Bosco. O vereador Bosco de Ataíde se encontra no quarto mandato. Foi eleito em 2004 pelo PSDB. No pleito de 2008 obteve 190 votos, isto é, 7,3% dos votos válidos, ficando como quarto colocado. Nas eleições de 2012 Bosco de Ataíde obteve 214 votos, ou seja, 8,7% dos votos válidos. No último pleito em 2016 o parlamentar obteve 259 votos, ou seja, 8,51% dos votos válidos, ficando em quarto lugar.

“Dou as boas-vindas, em nome da oposição, ao presidente da Câmara Municipal de Poço Dantas, vereador Bosco de Ataíde no campo oposicionista. É uma demonstração clara da fragilização por que vem passando o governo municipal. Estamos falando do Presidente do Poder Legislativo que em caso de ausência do prefeito e do vice é o próximo na linha sucessória para assumir a Prefeitura e que vem para o campo da oposição e é muito bem-vindo”, disse o pré-candidato Zé Almeida.

Abdias Duque de Abrantes
Jornalista MTB-PB Nº 604

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Poço Dantas

Em Decisão: Prefeito de Poço Dantas tem Bens bloqueados por não repassar contribuição previdenciária ao IPPM do município.

Publicado

em

Foto: Diário do Sertão
header ads

Em uma Ação Civil Pública (0800022-18.2020.8.15.0491) que determinou a indisponibilidade de bens, bloqueio de todos os bens móveis, imóveis e ativos financeiros de JOSÉ GURGEL SOBRINHO (Dedé de Zé Cândido), Prefeito de Poço Dantas-PB, correspondente ao valor de R$ 297.505,44 (duzentos e noventa e sete mil quinhentos e cinco reais e quarenta e quatro centavos) e, bloqueio de 30% (trinta por cento) referentes aos vencimentos mensais recebidos pelo prefeito, devendo ser transferidos para contando Instituto Pocodantense de Previdência Municipal, por ter nos exercícios de 2013/2018/2019 retido valores das remunerações dos servidores públicos em exercício na Prefeitura Municipal, a título de contribuições previdenciárias para o regime de previdência próprio, sem que estes valores tenham sido efetivamente repassados ao Instituto, ou seja, os valores eram descontados dos servidores e não eram repassados fato este que gera desmedido prejuízo aos servidores.

A Decisão, proferida pelo Juízo da Comarca de Uirauna, Dr. Thiago da Silva Rabelo, foi publicada nessa quinta-feira 28/05, estando disponibilizada no (PJE) da Justiça.

VEJA A DECISÃO ABAIXO:

Decisão Poço Dantas

Da Redação do Uiraúna em Foco.

Continue lendo

Poço Dantas

Poço Dantas: Pré-candidato a prefeito Zé Almeida publica ‘Carta Aberta’ aos poçodantenses.

Publicado

em

header ads

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE POÇO DANTAS

Amigos e amigas de Poço Dantas,

Concidadãos e irmãos poçodantenses. Sou pré-candidato a prefeito da minha querida terra Natal, Poço Dantas. Desprendido de toda e qualquer vaidade e sempre pensando no bem coletivo, venho aqui com o coração aberto falar sobre o futuro de nossa amada cidade. Estamos nas fileiras de uma nova eleição. O front nos espera. E os nossos projetos por uma Poço Dantas melhor, mais humana, e mais igual nos aguardam. Quero apresentar aos cidadãos e cidadãs poçodantenses uma nova via, um novo caminho e uma nova forma de fazer política.

Aqui abrimos um parêntese apenas para destacar, que todos vocês conhecem a nossa história. Sou filho do saudoso comerciante e pecuarista, Francisco de Almeida Castro (Caboclo Maria) e Dona Maria Cristina de Almeida Castro “in memoriam”. Fui criado por uma mulher extraordinária, a matriarca Olindina Marques de Castro (Dona Olindina) “in memoriam”. Sou neto do primeiro educador de Poço Dantas, professor José Maria Castro.

O nosso pensamento é de que a administração pública deve estar a serviço da sociedade, de apoio as áreas sociais e proteção de parcela da população que os utiliza, bem como acreditamos que os municípios devem buscar impulsionar a economia local. Foi com essa visão que fomos convidado a ser pré-candidato a Prefeito de Poço Dantas. Desejo fazer uma pré-campanha sem ódio e sem rancor. “O Senhor odeia os lábios mentirosos, mas se deleita com os que falam a verdade. Provérbios 12:22”.

Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina:

Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.

Provérbios 6:16-19. Sou cristão, venho de família religiosa desde meu avô, professor José Maria Castro que fez a doação do terreno para a construção da Igreja de São Francisco de Assis.

Temos defendendo o nosso projeto político para tirar Poço Dantas do marasmo, do descalabro administrativo, do coronelismo e da falsa alternância de poder, lideranças consolidadas como o Presidente da Câmara Municipal, vereador Bosco de Ataíde, o ex-presidente da Câmara Municipal, ex-vereador Dedé de Assis, o vereador Rildo Almeida, o vereador Nildo de João de Mário, a vereadora Lourinha de Dedé de Assis, o suplente de vereador, Neguinho de Chico Manoel, a ex-secretária de saúde e ação social, ex-primeira-dama e pré-candidata a vereadora Branca Pereira e demais lideranças locais. Todas essas condições políticas favoráveis tem incomodado nossos adversários. A nossa crescente corrente de apoios é o nosso escudo.

O que venho pedir aqui é que vocês não desanimem, porque será através da persistência, da determinação e da garra de vocês, juntamente comigo, é que continuaremos firme em prol de uma cidade muito melhor para todos. Lembrem sempre, que quem mantém essa cidade viva é a população e é com a população, que espero ter forças para realmente seguir na nossa missão.

Um grande abraço a todos!

Zé Almeida
Pré-candidato a prefeito pela oposição

Continue lendo

Poço Dantas

Poço Dantas: Programa Panorama Semanal realiza enquete eleitoral e infringe Resolução do TSE.

Publicado

em

header ads

Durante o programa Panorama Semanal, transmitido pela rádio comunitária Poço Dantas FM, com a apresentação dos Radialistas F. Dunga e João Andrade na manhã de sábado (23) de maio realizou-se uma enquete surpresa para escutar a opinião da população em relação aos nomes dos pré-candidatos a prefeito do município.

O radialista deve ser imparcial. Deve lutar pela liberdade de pensamento, de expressão e pelo livre exercício da profissão. O radialista deve valorizar, honrar e dignificar a profissão. O radialista tem o dever de cultivar a precisão, a clareza, a objetividade E a seriedade. O radialista Francisco Félix de Sousa Filho (F. Dunga) é proprietário da empresa Folhadovale.com inscrita no CNPJ sob o nº 14.891205/0001-19, estabelecida na Rua Projetada, S/N, Bairro Cristo Rei em Cajazeiras-PB e tem contrato com a Prefeitura Municipal de Poço Dantas para a divulgação de banners, matérias e coberturas de eventos, conforme documentos anexos.

 

O radialista João Andrade da Silva exerce o cargo de Auxiliar de Serviços Gerais (ASG) na Prefeitura Municipal de Poço Dantas, consoante documento anexo. Os radialistas não têm imparcialidade. O Serviço de Radiodifusão Comunitária foi instituído pela Lei Nº 9.612, de 19 de fevereiro de 1998 e regulamentado pelo Decreto Nº 2.615, de 3 de junho 1998. Segundo ao artigo 4º, inciso IV, da Lei Nº 9.612/1998 é um princípio da Rádio Comunitária“ a não discriminação de raça, religião, sexo, preferências sexuais, convicções político-ideológico-partidárias e condição social nas relações comunitárias”.

O Tribunal Superior Eleitoral publicou a Resolução nº 23.600/2019, que dispõe sobre pesquisas eleitorais. De acordo com o texto da Resolução, a partir de 1º de janeiro de 2020 as entidades e as empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos, para conhecimento público, são obrigadas, para cada pesquisa, a registrar, no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais (PesqEle), até 5 (cinco) dias antes da divulgação.

A Resolução traz em seu artigo 23 a proibição de realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral. Neste caso, entende-se por enquete ou sondagem o levantamento de opiniões sem plano amostral, que dependa da participação espontânea do interessado, e que não utilize método científico para sua realização, quando apresentados resultados que possibilitem ao eleitor inferir a ordem dos candidatos na disputa. Segundo o texto, a partir de 1º de janeiro cabe o exercício do poder de polícia pelo juízo eleitoral contra divulgação de enquetes, com a expedição de ordem para que seja removida, sob pena de crime de desobediência.

A Lei 9.504/97 em seu artigo 33, §5º veda expressamente a realização de enquetes no período eleitoral. Nessa linha de visada, a divulgação de enquete durante o período de campanha eleitoral, por ser expressamente vedada pela legislação eleitoral, recebe o mesmo tratamento da pesquisa irregular. Com o intuito de conter o uso desenfreado de enquetes e pesquisas eleitorais durante o ano eleitoral e assim amenizar a desigualdade entre os candidatos que esse uso pode gerar, a doutrina e a jurisprudência vem há tempos tentando padronizar o entendimento a respeito desses institutos.

O uso de enquetes pode fugir ao círculo permitido pela Justiça Eleitoral e efetivamente se enquadrar como propaganda eleitoral irregular antecipada ou abusiva sob o prisma econômico e político.

Abdias Duque de Abrantes
Jornalista MTB-PB Nº 604

Continue lendo

Destaques