Conecte-se conosco

Cidades

Cagepa suspende corte de água durante pandemia

Em nota, o órgãos ressatou que as faturas relativas à aferição do consumo de água continuarão sendo emitidas normalmente e deverão ser pagas pelo usuário pelos canais presenciais ou virtuais

Publicado

em

- Foto: Reprodução/Reprodução
header ads

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) não vai suspender o fornecimento de água a consumidores inadimplentes durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O órgão informou que vai acatar a recomendação da Defensoria Pública da Paraíba, adotando meios menos gravosos de coação para a cobrança. O ofício foi encaminhado na última quarta-feira (18) pelo Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) da Instituição.

Em nota, o órgãos ressatou que as faturas relativas à aferição do consumo de água continuarão sendo emitidas normalmente e deverão ser pagas pelo usuário pelos canais presenciais ou virtuais. A suspensão temporária do corte de água não implicará em prorrogação da data de vencimento para o pagamento das faturas.

“Mesmo não havendo corte, solicitamos que o usuário dê prioridade ao pagamento de sua conta. Isso para evitar o acúmulo de faturas inadimplentes e também considerando que a água é um bem essencial e o seu tratamento e distribuição implicam em custos com insumos que precisam ser pagos em dia, visando a manutenção e operação desse serviço essencial no combate ao novo coronavírus”, manifestou o órgão por meio de nota.

As recomendações feitas pela DPE-PB à Cagepa e a Energisa consideraram, entre outros aspectos, a redução de renda de pessoas autônomas durante o período de isolamento proposto pelas autoridades sanitárias do país.

Em resposta à Defensoria Pública , a Energisa informou que não suspenderá o fornecimento de clientes inadimplentes . “Essa discussão e tomada de decisão não cabe exclusivamente às concessionárias. Quaisquer medidas de desoneração aos consumidores só podem ser implementadas com a adequada análise do Ministério de Minas e Energia e da Aneel, que regula o setor”, justificou.

Fonte: MaisPB 21/03/2020 às 12h58

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Sousa

VIXE: STF nega novo recurso de Fábio Tyrone; situação do gestor se complica e poderá ser afastado cargo.

O relator Ministro Edson Fachin não conheceu recurso impetrado pelos advogados de Fábio Tyrone no STF.

Publicado

em

Fábio Tyrone tem nova derrota no STF. (Foto: Reprodução).
header ads

Em decisão prolatada nesta quarta-feira (03), Edson Fachin, Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) não conheceu do recurso interposto pelo prefeito de Sousa Fábio Tyrone Braga de Oliveira e manteve a condenação do gestor por atos de improbidade administrativa no conhecido Processo das Cores.

Os embargos divergentes, nº 12842, foram interpostos pelos advogados do prefeito no dia 11 de março de 2020 e tentava reformar à decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que inadmitiu um recurso extraordinário impetrado pelo gestor, mantendo julgamento prolatado pelo Tribunal de justiça da Paraíba que condenou Fábio Tyrone.

Agora, a expectativa gira entorna do conteúdo da decisão prolatada pelo Ministro relator, que em tese, pode ter decretado o trânsito em julgado do processo, tornando o prefeito inelegível e o afastando imediatamente do cargo.

Relembre o caso

Fábio Tyrone (Cidadania) foi condenado por atos de improbidade administrativa, cometido durante a primeira sua gestão a frente da Prefeitura de Municipal de Sousa, nos exercícios financeiros de 2009 a 2012. De acordo com a condenação prolatada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, Tyrone usou as cores de campanha do ano de 2008, em todos os prédios públicos do município de Sousa.

Fonte: Debate Paraíba

Continue lendo

Cidades

Paraíba pode chegar aos 19 mil casos de Covid-19 até 7 de junho, estima pesquisa da UFCG

Pesquisador afirma no estudo que não existem sinais de que curva de casos se estabilize.

Publicado

em

Paraíba deve chegar em mais de 19 mil casos de Covid-19 e 500 mortes, de acordo com pesquisa realizada na UFCG — Foto: Josenildo Brito de Oliveira/Reprodução
header ads

Uma pesquisa da Unidade Acadêmica de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) mostrou que, até o próximo domingo (7), a Paraíba pode chegar aos 19 mil registros confirmados e 500 mortes por coronavírus. O estudo, do professor Josenildo Brito de Oliveira, analisa os números da Covid-19 no Brasil, na Paraíba e em São Paulo e, assim, faz previsões a curto prazo para ajudar no combate à doença.

Até a noite desta terça-feira (2), a Paraíba registrou 14.859 casos confirmados e 379 mortes por coronavírus. Foram 1.164 casos e nove mortes confirmados em 24 horas. Já são 197 cidades do estado com casos registrados da doença.

Na Paraíba, o estudo evidencia que os casos estão evoluindo em uma tendência crescente de picos maiores, que vão ocorrendo semana a semana. Segundo o pesquisador, as projeções continuam sinalizando aumentos nos casos registrados e não há quaisquer sinais de que a curva de casos venha a se estabilizar.

A pesquisa também mostra que não existem evidências seguras de que o Brasil esteja entrando em uma fase de estabilização dos novos contágios.

Estudo da UFCG mostra que casos de Covid-19 na Paraíba crescem, com picos maiores a cada semana — Foto: Josenildo Brito de Oliveira/Reprodução

As mortes na Paraíba também continuam crescendo. De acordo com a pesquisa, a ocupação dos leitos de enfermaria e de UTI tem sido, até o momento, bem administradas, uma vez que não se alcançou a taxa de 80%, apesar de ter sido constatado um aumento de 32% no número de mortes, de uma semana para outra.

Apesar disso, a tendência é que os óbitos continuem subindo. A pesquisa aponta também que, a partir dessa semana, os boletins informativos irão mostrar a situação das cidades de João Pessoa e Campina Grande, como aquelas responsáveis pelo maior número de casos e mortes na Paraíba.

Pesquisador da Paraíba mostra tendência de mortes por coronavírus crescerem no estado nesta semana — Foto: Josenildo Brito de Oliveira/Reprodução

O pesquisador segue as linhas de tendência, apontando que os casos acumulados em João Pessoa e Campina Grande apresentam comportamento crescente. Também é possível observar que as mortes acumuladas na cidade de João Pessoa estão crescendo, mas numa taxa menor se comparados aos casos registrados. Em Campina Grande, a taxa de óbitos é mais estável do que a de João Pessoa.

“Todavia, é possível observar, segundo a linha de tendência ajustada por uma média móvel de quatro períodos, que nos últimos dois dias da semana houve um salto nos óbitos”, afirma o estudo. Segundo Josenildo, a pesquisa é voluntária e não financiada, passível de revisão e focada no interesse maior de contribuir com a sociedade.

As projeções completas podem ser acompanhadas na pesquisa.

Pesquisa da Paraíba mostra salto em mortes por Covid-19 em João Pessoa e Campina Grande — Foto: Josenildo Brito de Oliveira/Reprodução

Fonte: G1 PB 03/06/2020 12h11

Continue lendo

Sousa

Novo coronavírus dispara e alcança o número de 242 casos confirmados em Sousa.

Publicado

em

header ads

Os números da Covid-19 revelam que a cada dia a curva da doença transmitida pelo novo coronavírus continua aumentando em Sousa, município do Sertão paraibano.

No boletim epidemiológico desta quarta-feira (03) consta que mais 21 casos foram confirmados nas últimas 24 horas. Até o momento 72 casos suspeitos foram notificados.

Do total de 242 pacientes positivados, 151 cumprem isolamento social, 133 foram descartados e 90 estão recuperados.

primeiro óbito na cidade de Sousa ocorreu na madrugada do dia 11 do mês passado. A vítima é uma mulher de 67 anos de idade, que residia no Bairro São José.

Fonte: Blog do Levi

Continue lendo

Destaques