Conecte-se conosco

Paraíba

Hospital de Mamanguape vai ser o primeiro a ser assumido pela Fundação PB Saúde

Previsão é que em dois meses a Fundação PB Saúde inicie suas atividades. Criação da fundação foi aprovada na quarta-feira (12) na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Publicado

em

Hospital Geral de Mamanguape vai ser o primeiro administrado pela nova fundação — Foto: Reprodução/Ascom/HGM

O Hospital Geral de Mamanguape deve ser a primeira unidade de saúde da rede pública da Paraíba a passar para a administração da Fundação PB Saúde, empresa pública criada para administrar os hospitais do estado em substituição ao modelo de Organizações Sociais desarticulado após reflexos da Operação Calvário.

O novo modelo de gestão dos serviços de saúde que vai ser implantado pelo Governo da Paraíba depois da aprovação na quarta-feira (12) – por maioria absoluta da plenária na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) – do Projeto de Lei Complementar (PLC) que cria a Fundação PB Saúde.

A previsão é que em dois meses a Fundação PB Saúde inicie suas atividades. Após a publicação da lei em Diário Oficial, será criado um CNPJ, o registro do Estatuto e incorporado patrimônio, no caso, o Hospital Geral de Mamanguape.

Até agosto de 2020, serão incorporados os seguintes hospitais: Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e Hospital Metropolitano Dom José Maira Pires, em João Pessoa, Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro e Maternidade Peregrino Filho, em Patos, Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande.

De acordo com o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, essa é uma articulação que já vem sendo feita há algum tempo por meio de um estudo minucioso de técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) juntamente com os secretários.

Geraldo Medeiros pontua que a Fundação permitirá uma maior agilidade no atendimento à sociedade paraibana. “São 86% que necessitam de atendimento exclusivo do SUS. Este novo modelo gerencial permitirá que essas pessoas sejam melhor atendidas”, afirma.

O secretário explica que a diferença entre o modelo de gestão própria e a Fundação é que o primeiro é lento, burocrático e tende a obedecer a prazos, trâmites e recursos. “Às vezes, demora de dez meses a um ano para consertar um aparelho, comprar medicamento e insumo. Com a Fundação, esses processos serão mais ágeis”, observa.

O secretário Geraldo Medeiros afirma ainda que a Fundação permitirá também o encerramento escalonado dos mais de 7.200 vínculos de codificados na Saúde. O novo modelo de gestão permitirá a contratação de funcionários e servidores por meio de concurso público e processo seletivo.

Fonte: G1 PB 13/02/2020 14h09

Continue lendo
--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Paraíba

Cerca de 270 infrações de trânsito são flagradas pela PRF em menos de 24 horas, na PB

Pelo menos 33 veículos foram recolhidos. Entre as principais infrações flagradas pela PRF estão a falta de uso de cinto de segurança e condutores não habilitados.

Publicado

em

Cerca de 270 infrações de trânsito foram flagradas pela PRF em menos de 24 horas, na PB — Foto: Reprodução/PRF/Divulgação

Pelo menos 270 infrações de trânsito foram flagradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em rodovias federais da Paraíba, em menos de 24 horas, por meio da Operação Carnaval 2020 que teve início nesta sexta-feira (21). Após os registros, pelo menos 33 veículos foram recolhidos.

Entre as principais infrações flagradas pela PRF estão a falta de uso de cinto de segurança e condutores não habilitados. A ação começou nesta sexta e se estende até a próxima quarta-feira (26).

Ainda conforme a PRF, o fluxo de veículos nas rodovias federais do estado deverá ser maior na sexta (21) e sábado (22), quando as pessoas costumam viajar para aproveitar o “feriado” prolongado.

O trânsito também fica mais intenso na terça-feira (25), no período da tarde, no retorno de quem viajou para casa.

Números da operação em 2019

De acordo com a PRF, no ano passado foram registrados 21 acidentes nas rodovias federais, com 11 pessoas feridas e duas mortas.

Pelo menos 61 pessoas foram flagradas dirigindo sob efeito de álcool e 1.875 infrações de trânsito foram registradas. Outras 16 pessoas foram detidas e três armas de fogo apreendidas.

A PRF recomenda aos motoristas uma revisão atenta no veículo antes de viajar, atenção na rodovia e nas sinalizações e em caso de emergência e necessidade de apoio da PRF, ligar para o telefone 191.

Restrições de trânsito durante Carnaval na Paraíba

Haverá restrição com referência ao tráfego para veículos ou combinação de veículos, passíveis ou não de autorização especial de trânsito (AET) ou autorização específica (AE), cujos pesos e dimensões excedam qualquer dos limites de 2,6m de largura; 4,4m de altura; 19,8m de comprimento; e 57t de PBTC.

A restrição será apenas nos trechos rodoviários de pista simples, ao longo da operação.

  • 21/02/2020 (sexta-feira) – 16h às 22h
  • 22/03/2020 (sábado) – 6h às 12h
  • 25/03/2020 (terça-feira) -16h às 22h

Fonte: G1 PB 21/02/2020 16h31

Continue lendo

Paraíba

STJ concede habeas corpus a Gilberto Carneiro, preso na Operação Calvário

A decisão vem após a justiça negar o recurso feito pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra a concessão de habeas corpus ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Publicado

em

Nesta sexta-feira (21), a ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, concedeu liberdade ao ex-procurador Geral do Estado da Paraíba, Gilberto Carneiro.

A decisão vem após a justiça negar o recurso feito pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra a concessão de habeas corpus ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Após isso, outros presos no âmbito da Operação Calvário também solicitaram a extensão da decisão sobre o habeas corpus, incluindo o irmão de Ricardo, Coriolano Coutinho, e tiveram seus pedidos atendidos.

Fonte: Bastidores da Política PB

Continue lendo

Paraíba

Mais de 40 quilos de maconha são apreendidos pela PRF, no Sertão da Paraíba

Dois homens foram detidos por tráfico de drogas.

Publicado

em

Mais de 40 quilos de maconha são apreendidos pela PRF, no Sertão da PB — Foto: Reprodução/Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Mais de 40kg de maconha foram apreendidos durante uma fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta quinta-feira (20), em São Mamede, no Sertão da Paraíba. Dois homens foram detidos por tráfico de drogas.

Segundo a PRF, a equipe de fiscalização abordou um veículo conduzido por um homem de 39 anos, que saiu de Campina Grande com destino a São Mamede. O homem teria apresentado nervosismo e após inspeção, encontrou os 43,3kg da droga no porta-malas.

Ao ser questionado pelos policiais, o suspeito confirmou que iria entregar a droga em São Mamede, em um local indicado. A PRF foi até o local onde localizou um outro homem, que receberia a droga.

Os dois suspeitos foram presos em flagrante e conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil da cidade de São Mamede.

Fonte: G1 PB 20/02/2020 16h01

Continue lendo

Destaques