Conecte-se conosco

Vídeos

CALVÁRIO: Delatora revela pagamento de propina para Wilson Filho nas eleições de 2016

Publicado

em

header ads

Uma das envolvidas na Operação Calvário, Maria Laura fez novas revelações ao Gaeco em sua delação. Segundo ela, a quantia de R$ 17 mil teriam sido entregues à Evani Ramalho, ex-secretária parlamentar de Wilson Santiago, para que fossem entregues ao deputado estadual Wilson Filho.

Evani é a mesma pessoa que foi flagrada pela Polícia Federal pegando R$ 50 mil oriundos, segundo as investigações, do pagamento de propina no âmbito da Operação Pés de Barro, que investiga o desvio de dinheiro em uma obra hídrica do município de Uiraúna.

A reportagem do Fonte83 tentou contato com Wilson Filho, mas não obteve resposta.

Fonte 83

Vídeo: Paraíba Rádio Blog

--Publicidade--
Clique para comentar

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Vídeos

Programa “Pau na Lata” apresentado por Gobira, desmascara presidente do SINFUNC durante entrevista. Veja!

Gobira indagou sobre o cargo comissionado ocupado pela filha de Elinete Lourenço – A pergunta colocou a presidente em “saia justa”

Publicado

em

Gobira e Elinete Lourenço
header ads

A presidente do Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras – SINFUNC, Elinete Lourenço, foi a entrevistada na Live de Antônio Gobira no dia de ontem (06/05), em seu programa intitulado “Pau na Lata”. Várias indagações direcionadas a presidente do Sindicato, acabou que deixando a mesma em “maus lençóis” – perguntada se a mesma tinha uma filha com cargo comissionado na gestão do prefeito José Aldemir, Elinete “sapateou”, mas teve que responder que sim. Antônio Gobira também cobrou um posicionamento da presidente do SINFUNC, no que diz respeito aos salários atrasados pela gestão municipal aos servidores, Elinete, respondeu que não poderia fazer nada, pois, quem paga é o prefeito.

O fato é que o apresentador, como os servidores sindicalizados, queriam ouvir outra resposta da presidente, como, por exemplo, participar efetivamente das cobranças pelos direitos dos servidores, cobrança essa que,  de forma explicita, não existe. Dá-se a entender que, a presidente Elinete Lourenço, fica de mãos atadas para cobrar o prefeito, quando a mesma tem sua filha inserida na folha de pagamento do município. Fato esse que demonstra tamanha falta de compromisso com os servidores por parte da presidente, quando a mesma deveria cobrar os direitos dos servidores, a mesma põe panos quentes e “abafa” os acontecidos.

As relações espúrias entre a presidente do Sindicato e seus familiares que ocupam cargos comissionados na gestão José Aldemir, gerou entre os sindicalizados grande desconforto e várias reclamações no tocante a transparência e empenho na defesa dos mesmos. Em conversa com alguns sindicalizados, nossa redação ouviu a seguinte informação – “A atuação da presidente é pífia em decorrência dos compromissos políticos com o atual gestor“. – disse.

Antônio Gobira perguntou se Elinete Lourenço achava justo que a presidente do sindicato do servidores, ter uma filha com cargo comissionado, Elinete, de forma rude, respondeu com outra pergunta – “E você acha justo ser perseguida durante vinte anos?”. Com essa resposta, a presidente deixou claro que existe de sua parte, tratativas diárias com o gestor, colocando em “xeque” a sua suposta imparcialidade enquanto presidente do Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras.

 Fonte: Nordeste 24 horas

Continue lendo

Vídeos

Homem chora no pé da mulher e aceita viver com ela e o amante dentro de casa.

Em determinada parte do vídeo, a mulher insiste para que o suposto marido aceite viver com ela e o amante.

Publicado

em

header ads
Um vídeo circula nas redes sociais, onde um homem, que supostamente foi traído, chora no pé do ouvido da esposa se lamentando por sua amada.
Em determinada parte do vídeo, a mulher insiste para que o suposto marido aceite viver com ela e o amante.
– Grave aqui. Não quero que você se suicide. Você aceita viver comigo, mesmo eu estando com “shortinho”?
O vídeo viralizou nas redes sociais.
Fonte: Portal Celeiro
Publicada por F@F em 04.03.2020, às 13h30
Continue lendo

Vídeos

Professora denuncia prefeito Dedé Cândido por perseguição política ao ser removida de escola em Poço Dantas.

Ela denunciou no programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão nesta quarta-feira(05).

Publicado

em

header ads

A professora Erivalda Paulino Deniz, servidora efetiva do quadro de funcionários da Secretaria de  da Educação de Poço Dantas foi removida através de portaria assinada no dia 04 de fevereiro de 2020 pelo prefeito José Gurgel Sobrinho – Dedé de Zé Cândido – (PTB), da Escola Municipal Rosa Dias do Nascimento localizada na sede do município para a Escola Municipal Agrimar Peixoto no Distrito de São João Bosco por perseguição política.

Ela denunciou no programa Olho Vivo da TV Diário do Sertão nesta quarta-feira(05).

A professora Erivalda Paulina Deniz é concursada desde 1996. São 24 anos de serviços prestados à educação de Poço Dantas. A educadora sempre teve uma atuação ativa nos movimentos sociais e sindicais, sempre lutou em defesa dos direitos dos professores.

Essa não é a primeira vez que ela é transferida, em 2013 ela foi removida para a Escola Municipal João Cesário na Comunidade de Lagoa de Cesário, uma comunidade muito distante da sede e de difícil acesso.

A professora acionou a Justiça e em 2017 por força de uma sentença judicial de um juiz da Comarca de Uiraúna a servidora começou a lecionar na Escola Municipal Rosa Dias do Nascimento em Poço Dantas até a presente data.

Com o trajeto da sede do Município para a Escola Agrimar Peixoto no Distrito de São João Bosco a professora gastará em média 300 reais mensais, além de correr o risco de atentado contra sua vida na estrada vicinal.

A professora Erivaldo Paulina Deniz atribui a perseguição política ao fato de ser amiga das famílias Almeida e Castro, ser amiga da ex-primeira-dama e pré-candidata a vereadora, Branca Pereira, pela sua atuação como sindicalista e ativista poítica.

“A perseguição política é uma forma comum de punir o servidor público em decorrência do que ele defende como ideal, seja por questões partidárias, sindicais ou até mesmo religiosas. A perseguição é uma forma de mostrar aos demais colegas de repartição que aquele modelo não deve ser seguido. Coragem para denunciar é uma das principais virtudes que o servidor assediado deve ter, caso queira dar um basta à opressão”, disse a professora Erivalda Paulina Deniz.

OUTRO LADO

O autor do blog tentou por diversas vezes falar com o prefeito constitucional do município Dedé de Zé Cândido, porém sem exito. Reiteramos que o espaço está liberado caso a gestão se manifesta sobre a denúncia.

Fonte: BLOG DO JOSÉ

Continue lendo

Destaques