Home > Paraíba > Paraíba tem redução de 19% dos casos suspeitos de dengue em 62 municípios
Mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue — Foto: Reprodução/TV Morena/Arquivo

Paraíba tem redução de 19% dos casos suspeitos de dengue em 62 municípios

A Paraíba registrou uma redução de 19% dos casos suspeitos de dengue em 62 municípios paraibanos este ano, de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta sexta-feira (8), por meio da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde (GEVS).

Conforme o boletim, em 2019 foram registrados 494 casos suspeitos de dengue no estado, 116 a menos que o registrado no mesmo período de 2018, quando foram verificados 610 casos notificados.

Os dados são referentes à 8ª Semana Epidemiológica (SE) e apontam, também, uma redução nos casos suspeitos de chikungunya e zika. Quanto à chikungunya, foram notificados 89 notificações em 22 municípios, em 2019. Este dado corresponde a uma redução de 10,1 % em relação ao mesmo período de 2018, quando foram registrados 99 notificações.

Para a doença aguda pelo vírus zika, até o momento foram notificados 19 casos, em 12 municípios este ano, caracterizando uma redução de 24% em relação ao mesmo período de 2018, que notificou 25 casos prováveis.

Na Paraíba, os coeficientes de incidência para dengue, febre chikungunya e vírus zika são respectivamente:12, 36; 2,2 e 0,5 por 100 mil habitantes, incidências consideradas baixas segundo os critérios do Ministério da Saúde.

Óbitos

Até a 8ª Semana Epidemiológica de 2019, foram registradas duas notificações com suspeita de mortes causadas por arboviroses, de acordo com a SES. Um caso, no município de Soledade, já foi descartado e o outro, no município de João Pessoa, continua em investigação.

“Os óbitos suspeitos devem ser informados imediatamente, no período de 24 horas. A suspeita deve ser investigada em nível domiciliar, ambulatorial e hospitalar, utilizando o Protocolo de Investigação de Óbito por Arbovírus Urbano no Brasil – Ministério da Saúde”, alertou a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares.

Ações de combate

Conforme a SES, no período de 11 a 22 de fevereiro deste ano foram realizados ciclos de aplicação do UBV Pesado (Carro Fumacê) na área litorânea do estado, especialmente nos municípios de Pitimbú e Conde (Praia Bela, Carapibus e Praia de Jacumã).

Em João Pessoa, 21 bairros receberam o ciclo no mesmo período. A ação também aconteceu em Baia da Traição e Mataraca, em Praia de Barra de Camaratuba, priorizando setores de grande movimento de pessoas durante o período carnavalesco.

A SES orienta que os municípios intensifiquem as ações, principalmente nesse período intermitente de chuvas e quando há necessidade de armazenar água. As ações devem ser integradas com os setores de Infraestrutura, Limpeza Urbana, Secretaria de Educação e Meio Ambiente.

Fonte: G1 PB

Sobre Francisco Marcos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Em áudio, irmão de Cássio ameaça agredir secretário do Governo: “Vou lhe encher de porrada”

O ex-vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, ameaçou agredir o secretário executivo de Estado da Comunicação, Tião Lucena. ...