Home > Internacional > Uiraúna > Carta aberta pede segurança para as zonas rurais de Uiraúna e Vieirópolis

Carta aberta pede segurança para as zonas rurais de Uiraúna e Vieirópolis

Excelentíssimo Senhor Governador do Estado da Paraíba, João Azevedo
Excelentíssimo Senhor Secretário de Segurança e da Defesa Social da Paraíba, Jean Bezerra Nunes.

Por meio dessa carta, externamos, aqui, nossa preocupação com segurança pública nas zonas rurais de Uiraúna e Vieirópolis e com as providências a serem tomadas.Mesmo considerando as dificuldades inerentes à segurança da população, acreditamos que o poder público precisa, sempre, envidar todos os esforços à sua disposição, e de forma rápida, para tentar sanar essa violência que está ocorrendo na zona rural. Neste sentido, queremos saber quais são as medidas por parte do Governo do Estado e da Secretaria de Segurança Pública, para dar mais segurança aos cidadãos do campo que pagam regularmente todos os impostos e cumprem a sua função na sociedade.

Cidadãos e comerciantes de Uiraúna e Vieirópolis têm relatado diversas ocorrências envolvendo assaltos a mão armada ocorridos nas Comunidades de Mato Grosso e Quixaba de Baixo município de Uiraúna e Comunidade de Caiçara-Vieiropolis, o que tem causando nos habitantes um sentimento de insegurança muito grande e cobranças por policiamento mais efetivo e medidas enérgicas para frear os casos. Os agricultores e aposentados estão bastante assustados com a onda de violência.

A população da zona rural está muito aflita e preocupada com os constantes roubos e assaltos que vêm sendo praticados pelos marginais que aproveitam a falta de policiamento, e o fato das residências serem distantes umas das outras, o que facilita a ação destes delinquentes.

Estamos assustados, com medo, sentimo-nos inseguros, a cada dia que passa. Não temos a sensação de segurança. Temos a impressão de não podermos andar livremente pelas comunidades. Não sabemos se vamos voltar para casa, vivos, ou se vamos encontrar nossas famílias ao final do dia.

Senhor governador. Senhor Secretário de Segurança e da Defesa Social. O tom emocional estampado nesta missiva não é fruto da retórica, mas expressa o grande sofrimento, a imensa dor que sentimos em nosso coração em ver nossa zona rural que fora um dia tão pacata e tranquila está sem nenhuma proteção e sujeito a qualquer momento perdermos mais vidas. Gostaríamos que os senhores amenizassem nossas ansiedades e sofrimentos, nos prestando esses esclarecimentos, para que voltemos a acreditar no poder público.

Queremos ter a certeza de que casos como esses possam ser evitados e que a violência possa ser combatida com ações concretas, sistemáticas, de longo prazo, e que envolvam um processo contínuo de diálogo com a sociedade. Como cidadãos, não admitimos tanta violência e ocorrências que poderão comprometer um futuro promissor de qualquer um de nós, cidadãos de bem.

Queremos que estratégias de segurança para nossas comunidades sejam revistas, pois estamos sem policiamento ostensivo nas localidades em questão.

Existe a necessidade de fortalecimento das entidades de Segurança Pública em Uiraúna e Vieirópolis, dotando-as com um maior número de efetivo de Policiais Militares, além de maior número de viaturas, equipamentos, motos e armamentos. Faz-se necessária a implantação de uma ronda rural através de motos da Polícia Militar visando oferecer mais segurança ostensiva e coibir assaltos, roubos de veículos, motos e de gado.

É emergencial, uma ação doo Governador do Estado da Paraíba, João Azevedo (PSB), do Secretário de Segurança Pública e Defesa Social de nosso Estado, com o objetivo de adotar providências para diminuir a escalada de violência nas zonas rurais.

A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, estabelece o artigo 144 da Constituição Federal.

As populações requerem das autoridades competentes a efetiva adoção de medidas que venham solucionar ou, ao menos, minimizar os danos que o crescente número da criminalidade em Uiraúna e Vieirópolis vem causando às comunidades.

As comunidades esperam que este “grito de alerta” seja ouvido por todas as Autoridades Políticas e de Segurança Pública do Estado da Paraíba, recebendo a devida importância, consideração e atendimento dos seus justos pleitos, os quais visam a Paz, a Tranqüilidade e Segurança da Comunidade. Em nome da paz da zona rural, enviamos nossas saudações.

Atenciosamente,

Moradores das zonas rurais de Uiraúna e Vieirópolis.

Abdias Duque de Abrantes

Sobre Francisco Marcos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeito de Uiraúna tem 5 nomes para disputar a sua sucessão; Confira

Em entrevista prestada na manhã desta segunda-feira (18), no programa Comando Geral da rádio Mais FM 100.1 da terra dos ...