Home > Geral > Brasil & Mundo > FLAGRA Padre é preso ao ser flagrado fazendo sexo com prostituta num cemitério.

FLAGRA Padre é preso ao ser flagrado fazendo sexo com prostituta num cemitério.

Questões sexuais envolvendo ministros católicos constantemente ocupam as manchetes dos jornais e portais de notícia de todo o mundo. O caso mais recente envolve o padre Arthur Coyle, de 62 anos, que foi flagrado pela Polícia da cidade de Lowell, estado norte-americano de Massachussets, fazendo sexo com uma prostituta em seu carro, nas dependências de um cemitério.

Coyle é vigário episcopal da Arquidiocese de Boston, sendo o supervisor das paróquias da região de Merrimack desde 2008. Em dezembro de 2012, o então papa Bento XVI o concedeu o título de “prelado de honra superior”, em reconhecimento ao seu “grande labor pastoral”. O padre foi ordenado pela Igreja Católica em 1977.

Após ser preso em flagrante, Coyle pagou fiança de US$ 500,00 e afastado pela direção da Arquidiocese de Boston de suas funções, até que o caso seja concluído e julgado.

Em seu depoimento à Polícia, o padre afirmou que havia pago US$ 40,00 para a prostituta Siriwan Kongkaen para a prática de sexo oral, mas que o ato não havia sido consumado quando ele foi preso. De acordo com o site All Christian News, Kongkaen é conhecida na cidade pelo seu longo histórico de prisões por prostituição.

A Igreja Católica divulgou um comunicado afirmando que Coyle recebeu o afastamento com uma lista clara e objetiva de suas restrições enquanto padre, para que o caso seja elucidado. “Estas restrições vão permanecer vigentes até a conclusão do julgamento. As medidas tomadas hoje não representam uma determinação de culpa do padre Coyle ou sua inocência no que se refere a essas acusações”, diz a nota.

Os investigadores afirmaram ainda que Coyle já havia sido visto pela Polícia enquanto dirigia na região do cemitério outras vezes, e questionado sobre o motivo de estar frequentando a região, que é conhecida como local de prostituição. 

Gospel Mais

Sobre Francisco Marcos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Bolsonaro estuda aumentar validade da CNH de cinco para dez anos

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, avisou nessa sexta-feira (28) via Twitter que pretende aumentar o prazo de validade da carteira ...