Home > Esportes > COPA DO BRASIL: Fábio brilha nos pênaltis e Cruzeiro elimina o Santos
Fábio pegou as cobranças de Bruno Henrique, Rodrygo e Jean Mota

COPA DO BRASIL: Fábio brilha nos pênaltis e Cruzeiro elimina o Santos

Maior campeão da Copa do Brasil ao lado do Grêmio, o Cruzeiro sofreu para conseguir para eliminar o Santos e conseguir se classificar à fase seguinte nesta quarta-feira, no Mineirão. Após vencer o primeiro confronto por 1 a 0, na casa do rival, o time mineiro foi derrotado de virada, por 2 a 1, mas venceu o duelo nos pênaltis por 3 a 0 e avançou à semifinal da competição.

O time mineiro foi superior em quase toda a partida e chegou ao seu gol com Thiago Neves, logo no começo da partida. Acuado, o Santos viu o rival enfileirar chances desperdiçadas e conquistou a vitória pelo talento de seus atacantes. Gabriel marcou o gol de empate em chute preciso da intermediária e Bruno Henrique fez de cabeça o gol do triunfo, já nos minutos finais da partida.

Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Fábio, que defendeu as três cobranças santistas, de Bruno Henrique, Rodrygo e Jean Mota. E colocou o Cruzeiro na semifinal do torneio. Lucas Silva, Raniel e David converteram suas cobranças.

O Santos ficou pelo caminho, mas ao menos deu fim ao jejum de vitórias e o técnico Cuca chegou ao seu primeiro triunfo desde que assumiu o comando do time da Baixada Santista. Considerando o período além do treinador, o Santos deu fim a um jejum de nove jogos sem triunfar. A última vitória havia sido antes da Copa do Mundo, por 1 a 0 sobre o Fluminense, no Maracanã, em duelo da 12ª rodada do Brasileirão.

Primeiro time classificado à semifinal da competição, o Cruzeiro enfrentará na próxima fase Palmeiras ou Bahia, que duelam nesta quinta-feira, no Pacaembu. As datas, horários e locais dos confrontos ainda serão definidos pela CBF. No domingo, o time mineiro enfrenta o Bahia, às 16 horas, no Mineirão, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Santos, por outro lado, passa a dividir suas atenções entre Brasileiro e Copa Libertadores. No torneio por pontos corridos, o time alvinegro abre a zona de rebaixamento e enfrenta o Sport na próxima rodada. O duelo é direto contra a degola e será sábado, às 16 horas, na Vila Belmiro.

O JOGO – Escalado com Rodrygo na função de armador e três atacantes – Bruno Henrique, Arthur Gomes e Gabriel – o Santos não mostrou evolução em relação às últimas partidas. O time de Cuca tentou avançar as linhas ofensivas mas foi empurrado pelo Cruzeiro nos primeiros minutos da partida.

Apoiada pela sua torcida e em vantagem no confronto, a equipe mineira não precisou pressionar muito para abrir o placar. Aos 12 minutos, Thiago Neves fez bela jogada individual pela direita cortou para o meio e chutou rasteiro, no canto esquerdo de Vanderlei. O gol deixou o Cruzeiro ainda mais à vontade na partida, com dois gols de vantagem no duelo. O time de Mano Menezes passou a dominar as ações na partida e não permitiu que o Santos crescesse no jogo, anulando as principais peças ofensivas do adversário.

Aproveitando o espaço pela esquerda da retaguarda santista, o Cruzeiro teve grande oportunidade para definir o confronto ainda no primeiro tempo, mas não aproveitou. Arrascaeta, incrivelmente parou no travessão ao completar cruzamento de Robinho sozinho na pequena área.

O castigo ao Cruzeiro pela superioridade técnica não ser traduzida em mais gols veio rápido. Em uma das poucas chegadas ao ataque do time da Vila Belmiro, Gabriel mostrou talento e precisão e acertou chute forte da intermediária, no canto esquerdo inferior de Fábio, para empatar a partida.

O Cruzeiro seguiu melhor na etapa final. Teve mais volume de jogo, construiu as principais ações ofensivas mas foi incapaz de matar a partida. Pelo lado direito de ataque, o time de Mano teve ao menos três oportunidades claras para voltar à frente do placar e ficar muito perto da classificação.

Dedé parou no travessão, Edílson, após linda trama, teve seu chute cortado por Lucas Veríssimo em cima da linha, e Robinho foi bloqueado na hora da finalização. O Santos se salvou da pressão do adversário, e, então, foi para o tudo ou nada. Quando o time de Cuca já parecia entregue e perto de ser desclassificado, Rodrygo mandou cruzamento na cabeça de Bruno Henrique, que desviou no ângulo de Fábio e virou a partida aos 38 minutos.

No último lance da partida, uma polêmica. Quando Gabriel disparava em contra-ataque, totalmente sem marcação e pronto para ficar cara a cara com Fábio, o árbitro Rodolpho Toski Marques assoprou o apito final. Indignados, os santistas cercaram o juiz, que acabou expulsando o goleiro reserva, Vladimir. Com o resultado, a partida acabou indo mesmo foi para os pênaltis.

Nas penalidades, brilhou a estrela de Fábio, que defendeu as cobranças de Bruno Henrique, Rodrygo e Jean Mota. Lucas Silva, Raniel e David converteram seus chutes e o Cruzeiro, com o sofrimento inesperado, avançou à semifinal da Copa do Brasil.

F: Band.com

Sobre Francisco Marcos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Corinthians vence a Chapecoense e vai à semifinal

Sem correr riscos e com direito a um lindo gol de falta de Jadson, o Corinthians segurou a Chapecoense na ...