'Minha dor ecoa', diz ex-primeira-dama da PB Pâmela Bório após ter fotos íntimas vazadas

"A minha dor ecoa e nesse momento sou voz e dou voz às pessoas perseguidas, às pessoas injustiçadas, vítimas que passam por situações semelhantes”, declarou nesta sexta-feira (30) a jornalista e ex-primeira-dama da Paraíba Pâmela Bório sobre o vazamento de fotos íntimas dela na internet, na terça-feira (27). Em um vídeo enviado ao G1, Pâmela faz um alerta sobre crimes cibernéticos.


De acordo com a ex-primeira-dama, as imagens vazadas foram adquiridas por meio de um aparelho celular que foi hackeado entre os anos de 2013 e 2014, período em que ainda era casada com o governador Ricardo Coutinho (PSB). Na quinta-feira (29), a jornalista informou que foi até à Polícia Federal fazer um boletim de ocorrência de crime cibernético com base na “Lei Carolina Dieckmann”.

“Não é crime você ter intimidade com o seu próprio espelho, é crime alguém fazer uso de imagens privadas em meios públicos. Não é crime você ter intimidade com o seu parceiro, é crime se esse parceiro compartilha a sua intimidade sem qualquer consentimento com terceiros. É crime se você tem acesso a celulares ou dispositivos que tenham emails, fotos, vídeos e se você receber também tais imagens, não apenas compartilhar”, afirmou a ex-primeira-dama. 


Pâmela Bório comenta também que a divulgação de imagens íntimas não atinge apenas a vítima, mas também familiares e amigos. “O quão devastador é ver o sofrimento das pessoas que você mais ama, como familiares, ou imaginar o seu filho, no futuro, ter compreensão da arbitrariedade e da covardia, que são a base desses crimes”, explica Pâmela Bório.

A jornalista prossegue: “Eu faço esse alerta a todos nós que estamos inseridos em uma virtualidade que ela se faz muito mais presente na nossa realidade, muito mais do que a gente imagina. Fica também o desabafo, fica também a expressão da minha dor mais sincera [...] hoje sou eu, mas amanhã pode ser você, pode ser sua filha, sua mãe, o que um filho vai pensar ou sentir diante de uma violência contra sua mãe? É desumano, é irracional, é irresponsável, é sádico, não queiram para os outros o que você não quer para você”.


Fotos íntimas vazadas

Em uma postagem feita no seu perfil pessoal do Instagram, no dia do vazamento, a jornalista explicou que recebeu fotos pessoais antigas e que o rastreamento dos compartilhamentos das imagens vai ser feito. A foto que ilustra a postagem da ex-primeira-dama da Paraíba é uma composição de várias partes de um boletim de ocorrência que, segundo Pâmela Bório, foi feito na Delegacia da Mulher à época da invasão ao aparelho.

Em nova postagem na quarta-feira (28), a ex-primeira-dama Pâmela Bório atribuiu o vazamento das fotos íntimas à data em que teve o celular roubado na residência oficial do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. Ela disse acreditar que o roubo do celular foi para "forjar justificativa de vazamento" das fotos íntimas.

O advogado do governador, Sheyner Asfora, informou que a defesa do gestor vai abrir um processo para cada postagem que ela faça que tenha como alvo denegrir a imagem de Ricardo Coutinho.

Fonte: Vale do Piancó Notícias

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by OddThemes & Distributed by Blogger Templates