CHACINA NA SERRA DO MEL/RN, DEIXA SEIS PESSOAS MORTAS, IMAGENS FORTES!


Um ataque a tiros no final da Vila Pará, distante 18 da vila central da Serra do Mel,deixou seis mortos e alguns feridos, por volta das 21 horas desta terça-feira, 16. Os informes da ocorrência se espalharam nas redes sociais via Whatsapp. As Polícias Militar e Civil foram acionadas.
 
Informação confirmada pelo subtenente PM Alcir.
 
“O pior é que morreu gente inocente. Morreu a mulher e o marido”, narra uma das testemunhas. Esta mesma testemunha afirmou, via Whatsap, que dois sobreviveram baleados ao ataque e passaram correndo em frente a casa dela, na mesma vila.
 
Outra testemunha informa que pessoas baleadas foram levadas para o hospital local e que depois seriam transferidas para o Hospital Regionial Tarcísio Maia, em Mossoró. Esta informação, no entanto, não foi confirmada pela Polícia Militar.
 
Os moradores narraram também que na casa que aconteceu o ataque a tiros, que fica no final da vila, estava acontecendo uma festa desde cedo. A quadrilha cergou a casa, que estava com oito pessoas dentro, e chegou atirando. Um adolescente que estava na porta, sofreu um tiro na mão.
 
As demais vítimas são conhecidas por Edileuza,Anderson (marido), Luiz, Diogo, Orlando e Felipe. O casal estava na casa havia poucos dias. Vieram de São Paulo tentar a vida na Serra do Mel. Felipe é de Natal. Orlando é natural da Serra do Mel. Ganha a vida na agricultura.
 
Luiz e Diogo são da cidade de Major Sales, no Alto Oeste do Rio Grande do Norte. Acredita-se o alvo dos tiros seria um jovem que também estava na casa e, momento do ataque, ele teria percebido a chegada dos atiradores escapado correndo na direção de outras casas.
 
Para o subtenente Alcir, “é um mistério”. Segundo ele, as vítimas não tem passagens pela polícia. Porém ele informou que depois que umas pessoas de fora começaram a frequentar a região, começou a aparecer assaltos e arrastões em residências.
 
Ele confirmou que realmente Anderson e Edileuza eram os donos da casa e que a casa deles era frequentada por pessoas de fora, estranhas a vila Pará. Este é um dos fatores que o policial militar diz que deve ser investigado.
 
O delegado Roberto Moura, que estava de plantão, levou a equipe completa para o local. O Instituto Técnico-científico de Policia (ITEP) esteve no local com suas equipes, periciando e removendo os corpos para exames na sede do órgão em Mossoró.
 
Pelo material colhido no local, o subtenente Alcir acredita que os atiradores usaram pistolas, revolver e possivelmente uma espingarda 12. Ao menos duas, das seis vítimas, estavam com tiros na cabeça. Os indícios são fortes de execução.
 
Os médicos legistas acreditam que ainda hoje deverá divulgar os nomes das vítimas.
 
Esta é a segunda chacina, na região de Mossoró, nos últimos dois meses. A primeira foi em Mossoró, no bairro Boa Vista, quando a facção criminosa Sindicato do RN, que surgiu nos presídios do Estado em 2013, durante o governo Rosalba, atacou membros do PCC, deixando 5 mortos e dez feridos.

Neste caso específico de Mossoró, o delegado Rafael Arraes, da Divisão de Homicídios e Defesa da Pessoa, conseguiu chegar aos acusados e prende-los. No caso da Serra do Mel, a Secretaria de Segurança e Defesa Social deve designar ainda hoje o delegado que vai investigar o caso.
 
O número de homicidios em Mossoró já se aproxima de 100, equanto que em todo o Rio Grando do Norte, de mil, conforme dados do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte.

Share this:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by OddThemes & Distributed by Blogger Templates