É BOMBA: Advogado dá prazo até dezembro para TSE declarar inelegibilidade de prefeito eleito na região de Cajazeiras e revela que serão convocadas novas eleições. VEJA VÍDEO


O prefeito reeleito do município de Uiraúna, no Alto Sertão paraibano, Bosco Fernandes (Dr. Bosco – PSDB), poderá ter seu mandato impugnado até o final do ano, de acordo com o advogado da coligação adversária, Airton Abrantes, que está otimista quanto ao resultado de um recurso impetrado por ele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pede a cassação do prefeito por improbidade administrativa. O advogado afirmou que o prefeito reeleito pode ter seu registro de candidatura cassado pela Justiça, devendo ser declarada a inelegibilidade do prefeito, pois “Já há parecer favorável do Ministério Público”.

Segundo Airton Abrantes, caso a corte acate o pedido de inelegibilidade há o entendimento para convocação de novas eleições em Uiraúna. “Acreditamos que o TSE dará provimento ao recurso e o entendimento que há é de novas eleições”, Assegurou ele.


Conforme o advogado explicou à nossa reportagem, Dr. Bosco responde a uma ação de improbidade administrativa do Ministério Público – já reconhecida em 1º grau e aceita pelo juiz da 53ª Zona Eleitoral de Uiraúna – por lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito.

Por causa dessa ação, a candidatura de Bosco Fernandes havia sido indeferida em setembro deste ano pelo juiz Fabiano Lúcio Graças Costas, da 53ª Zona Eleitoral de Uiraúna. Mas através de um recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a assessoria jurídica do prefeito conseguiu reverter a situação.

No entanto, a coligação adversária recorreu ao TSE e aguarda o julgamento do recurso que, segundo o advogado Airton Abrantes, poderá acontecer até o final de dezembro. “Acreditamos que esse recurso será julgado até o dia 31 de dezembro e certamente a decisão do Tribunal Regional Eleitoral será reformada”, comenta o advogado.

Airton Abrantes está otimista quanto à reversão do caso no TSE, depois no TRE e a consequente cassação de Dr. Bosco porque já existe um parecer favorável ao recurso. “Nós acreditamos no provimento desse recurso por entendermos que estão presentes todos os requisitos para que seja declarada a inelegibilidade do candidato.”

Fonte: Diário do Sertão


Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias