31 cidades da PB enfrentam colapso hídrico total e 86 passam por racionamento

Região de Uiraúna também sofre com a queda no volume de Capivara e Arrojado.

Cerca de dois terços da Paraíba está em situação bastante crítica em relação ao abastecimento de água, de acordo com Marcus Vinícius Fernandes, presidente da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa). Marcus Vinícius falou na manhã desta sexta-feira (02) durante o Seminário organizado pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba para debater a crise hídrica no estado.

Foto: Cofemac

Atualmente, 31 cidades paraibanas estão em colapso hídrico total. Outras 86 cidades passam por racionamento, seja apenas em grande ou pequena quantidade. “Somando esses 31 municípios com mais 86 que estão em racionamento, é uma situação bastante crítica”, analisa o presidente da Cagepa.
Segundo Marcus Vinícius, “a região do compartimento da Borborema somado ao Cariri e Curimataú são áreas hoje mais críticas inclusive que o Sertão”.
Atualmente, na tentativa de buscar soluções para a crise hídrica os pequenos municípios contam com o abastecimento através de caminhões-pipa, além de perfuração de poços e implantação de adutoras até a construção de açudes. Marcus Vinícius enfatiza que estão sendo procuradas soluções para a crise hídrica, “mas tem algumas soluções que não temos como resolver de imediato por causa do volume de água que tem que ser produzido, que é o caso de Campina Grande”.
Marcus Vinícius afirmou que aguarda a liberação de um recurso para iniciar as obras emergenciais para tirar São José de Piranhas, Monte Horebe e Piancó do colapso de água.

Mais PB

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias