Brasil volta a jogar mal e empata com o Iraque sem gols


Uma seleção sem criatividade, afoita e que sucumbe ao nervosismo nos momentos de decisão. Esse foi o retrato do Brasil na noite deste domingo, 7, no empate em 0 a 0 contra a fraca seleção do Iraque, pela segunda rodada da Olimpíada.

A equipe do futebol masculino teve mais uma atuação decepcionante e segue sem vencer na competição, chegando pra última rodada precisando vencer a qualquer custo para não correr risco de ser eliminada ainda na primeira fase.

Assim como no empate em 0 a 0 contra a África do Sul, na estreia da competição, três dias antes, o Brasil deixou o estádio Mané Garrincha, em Brasília, vaiado pela torcida, que saiu do estádio frustrada com mais uma atuação ruim de uma seleção que não demonstra qualquer controle emocional nos momentos de maior pressão. A postura do time no início do jogo foi animadora.

Uma equipe ofensiva, que marcava o adversário no campo de ataque e tentava criar oportunidades pelos lados do campo. Mas a jovem esquadra brasileira voltou a pecar pela falta de tranquilidade. Sem criatividade, teve um rendimento muito abaixo do esperado. Os erros deixavam o time mais afoito na medida que o tempo se esgotava.

Novamente, Neymar não esteve bem. Capitão do time e um dos mais experientes, o camisa 10 perdeu vários lances e se mostrou visivelmente nervoso e irritado, sem o poder de liderança que lhe deve ser exercido pela braçadeira de capitão. O imenso domínio de bola – 69% de posse do Brasil – não foi convertido em oportunidades claras de gol.

Na melhor delas, Renato Augusto recebeu cruzamento de William aos 47 minutos e mesmo sem goleiro mandou por cima do gol. O Brasil agora volta a campo às 22 horas de quarta-feira, 10, para enfrentar a Dinamarca, em Salvador, necessitando vencer para garantir a classificação para a próxima fase.

O Povo

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias