Suposto terrorista mata ao menos seis agentes em delegacia no Quênia

Abdihakim Maslah matou quatro policiais antes de ser morto no Quênia

Um homem suspeito de ser um extremista islâmico abriu fogo e fez diversos reféns nesta quinta-feira (14) em uma delegacia de polícia no Quênia. O ataque resultou na morte de ao menos seis agentes, de acordo com fontes locais. O chefe de polícia do Quênia, Joseph Boinnet, disse que foram deslocadas várias equipes para a delegacia. Elas conseguiram encerrar o sequestro depois de nove horas.
De acordo com o jornal "The Standard", o atirador foi morto pelas forças militares especiais e identificado como Omar Eumond, professor na Victoria Primary School, em Kacheliba. Tudo começou quando o homem foi detido e levado para a delegacia de Kapenguria sob suspeita de ser um recrutador do grupo jihadista Al-Shabaab.
Dentro do local, ele conseguiu pegar uma arma e atirar contra os policias. O suspeito de terrorismo foi preso nessa quarta-feira (13) e deveria comparecer nesta quinta-feira (14) diante de um tribunal local. Quando o carcereiro abriu sua cela, o atirador conseguiu fugir e se apoderar da pistola do agente. Horas antes do tiroteio em Kapenguria, membros do Al-Shabaab atacaram uma outra base militar, na ilha de Lamu. Ao menos 20 jihadistas lançaram granadas contra o local.

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias