Preso em São Paulo, pistoleiro matador de PMs e 'braço direito' do chefe da quadrilha que aterrorizava o Vale do Jaguaribe


A Polícia prendeu em São Paulo um dos bandidos mais perigos e procurados do Ceará, acusado de um “rosário” de assassinatos na região do Vale do Jaguaribe, entre eles, a morte de dois policiais militares; além de envolvimento em assaltos a bancos e carros-fortes e tráfico de drogas. A captura do criminoso aconteceu nesta segunda-feira (4).

Edilano da Silva Nogueira, 26 anos, natural de Jaguaretama (a 241Km de Fortaleza), seria um dos principais parceiros do assaltante e matador de policiais, William Diógenes, que está  confinado em um presídio federal de segurança máxima, por ordem da Justiça.

A detenção do bandido já foi comunicada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), que deverá providenciar escolta para trazê-lo de volta ao Ceará.

Edilano fugiu do Ceará em janeiro último depois que a quadrilha matou um policial militar durante um confronto em uma fazenda na zona rural de Jaguaretama. Na ocasião, William Diógenes comandou o grupo pessoalmente e os criminosos abriram fogo contra a patrulha do Destacamento daquele Município. O soldado Hudson Danilo Lima Oliveira foi gravemente ferido com um tiro de fuzil na cabeça e morreu dois dias depois, em Fortaleza.

No dia seguinte, William Diógenes foi preso com seus parceiros que foram resgatá-lo no matagal. Houve uma intensa perseguição policial aos criminosos pela BR-116. Conforme a Polícia, na ocasião, Edilano conseguiu furar o cerco e desapareceu.

A ficha criminal de Edilano é extensa e nela constam, ao menos, 19 registros de envolvimento do bandido em assassinatos, além de outros crimes como formação de quadrilha, roubo, furto, porte ilegal de arma, tráfico de drogas, receptação e danos.

Matança

Um mês após a morte do soldado Hudson e da prisão de William Diógenes, o bando ordenou e concretizou a morte do subtenente Carlos Herbênio Almeida Bezerra, que era o comandante do Destacamento da PM em Jaguaretama.  Ee foi assassinado na manhã do dia 19 de fevereiro, quando fazia Cooper nas proximidades de sua residência, naquela cidade.

Após as mortes do soldado Hudson e do subtenente Herbênio, vários assassinatos ocorreram em Jaguaretama como, suposta vingança pela morte dos militares. O mais recente episódio ocorreu na semana passada, quando bandidos encapuzados invadiram a Cadeia Pública de Jaguaretama e seqüestraram um irmão e um primo de William Diógenes.

Os dois homens, identificados respectivamente, como Sadan Diógenes Cintra e Jânio da Silva Maia, acabaram sendo encontrados mortos, com tiros de escopeta na cabeça, na zona rural.

Por FERNANDO RIBEIRO

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias