Vizinhos denunciam abandono de idosa e caso é acompanhado pela polícia na cidade de Patos.





O casebre insalubre com dois cômodos, banheiro precário e de poucos utensílios tem sido a moradia da senhora Irenice Batista da Silva, de 66 anos. O quarto onde reside a idosa está localizado na Rua Antônio Gonçalves, Bairro Jatobá, em Patos. Irenice é diabética, hipertensa, viciada em cigarro e está prostrada no chão sobre um colchão no rol de entrada do casebre, pois perdeu a locomoção devido a problemas nas pernas.

A reportagem do Patosonline.com esteve neste domingo, dia 22, na residência onde mora dona Irenice após receber denúncias de vizinhos preocupados com o abandono e a situação de vulnerabilidade social da anciã. Uma guarnição da Polícia Militar, composta pelo Sargento

 Lustosa, Sargento J. Dias e pelo Soldado Rafael, também foi até o local para apurar o caso e buscar familiares que tem a reponsabilidade de cuidar da idosa que está há mais de dois meses no casebre.

De acordo com informações colhidas pela reportagem, dona Irenice foi levada até o casebre por um sobrinho a mando da irmã dela que reside no Bairro Salgadinho, em Patos. A idosa é viúva de um Policial Militar, porém recebe apenas R$ 650,00 devido a empréstimos consignados feitos por uma neta e por uma mulher ainda sem identificação. Com a quantia recebida é pago aluguel do quarto, água, luz, alimentação remédios, fraldas, consultas médicas, além de outras necessidades. Os vizinhos são quem administram a quantia de forma voluntária.

A vizinha de dona Irenice, Máxima Pimentel, se solidarizou com o sofrimento da anciã e desde então ajuda no banho, troca de fraldas e atende aos chamados constantes da idosa que relata dores nas pernas que pode ser ocasionadas pela falta de movimentos. Dona Irenice criou escaras nas costas e está em tratamento com pomadas e sendo limpa para evitar uma infecção. Todo o cuidado é feito por Máxima e por outros vizinhos para evitar o abandono total da idosa.


O Sargento J. Dias, da guarnição do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM), concedeu entrevista na qual relatou que esteve na residência da irmã de dona Irenice após denúncias de vizinhos preocupados com a situação. J. Dias disse que falou com Helena, irmã de dona Irenice. De acordo com o Sargento, a irmã da idosa se comprometeu em resgatar dona Irenice nesta segunda-feira, dia 23.

A reportagem falou com a senhora Helena, porém a irmã da idosa disse que não existe possibilidade de cuidar dela. “Eu não tenho como cuidar dela, pois também sou doente. Procurem a neta dela que mora no Ceará. Foi essa neta que fez empréstimos em nome de Irenice”, comentou. Alguns minutos depois, vizinhos ligaram para a reportagem para relatar que a irmã de dona Irenice esteve no casebre da idosa ameaçando os vizinhos que haviam feito à denúncia.

O caso está vindo ao público para que as autoridades de justiça, de polícia, Secretaria de Assistência Social do Município de Patos, Conselho Municipal do Idoso, dentre outros, possam dar solução ao caso, pois o Estatuto do Idoso garante condições que protegem os idosos em vulnerabilidade social e também podem determinar a quem cabe os devidos cuidados.



Jozivan Antero – Patosonline.com

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias