Médico lança pré-candiatura a prefeito em Triunfo


A cidade de Triunfo poderá ter três chapas pleiteando o executivo municipal nas próximas eleições.
O novo nome no cenário político é o Dr. José Carlos Borges, que ofereceu seu nome á população como uma terceira opção.
O portal RadarPB conversou com o pré-candidato Dr. José Carlos Borges (PRB), para confirmar o seu projeto político.

Trabalho

O médico afirmou que já exerce um trabalho social na área da saúde há sete anos no município e, a partir desse trabalho, surgiu a possibilidade de sua pré-candidatura a prefeito na cidade.
Dr. Calos Borges tem 60 anos de idade e é natural de São Paulo, onde reside e exerce sua profissão. Além de ser formado em medicina, o mesmo possui graduação em Enfermagem, Administração de Empresas e formação técnica em radiologia.
O médico disse que já trabalhou por um período em uma cidade vizinha á Triunfo, mas não conseguiu mais espaços na região para exercer sua profissão, o que o impossibilitou de ter fixado residência em Triunfo.
Questionado se o fato de não residir na cidade afetaria sua campanha e uma futura gestão, o médico afirmou: “Eu só não moro aqui porque o mercado não consegue me absorver aqui”, destacando que gostou tanto do nordeste que não quis mais sair da região. “Sou mais paraibano do que muitas pessoas que são filhos da terra”, disse, acrescentando que conhece entre 40 e 50 cidades do Estado.
“Eu tenho um trabalho e uma responsabilidade independente do campo político. Até por que no fundo no fundo eu não dependo de política para sobreviver, minha profissão primaz é medicina”, acrescentou o médico.
Críticas á saúde local
O médico apontou erros na gestão da saúde municipal, onde segundo ele, é deficitária e não atende toda a população, e isso o motivou a querer entrar na vida pública para melhorar a forma de fazer saúde na cidade.
O médico disse ainda que a saúde no município é politizada, onde suas receitas prescritas são barradas. “Parece que existe uma certa vaidade política de não receber uma medicação ou um encaminhamento hospitalar meu”, disse.
Dr. Carlos Borges também criticou o modelo de se fazer saúde, onde um médico atende uma quantidade limitada de pacientes e que, se houver mais pessoas procurando atendimento, estes não são atendidos. “Eu não faço medicina desse jeito, não foi essa a medicina que aprendi”, destacou o médico.
“Falta uma certa organização no serviço de saúde, não se pode contar com organização no serviço de saúde quem não é técnico para fazê-lo”, acrescentou o médico.
Política da cidade
Dr. Carlos Borges criticou a forma de fazer política na cidade, sendo que ele tem uma visão diferente a dos políticos locais, onde não há diferença entre situação e oposição.
“Eu tenho uma visão muito interessante com relação á política dessa cidade. Eu previamente para me candidatar a prefeito (…) eu vim sabendo realmente o que eu quero, eu vim com uma proposta. Eu não vejo aqui nessa cidade quem é oposição e quem é situação. Na realidade a maioria dos políticos que aqui tem são políticos de cadeiras cativas, são políticos que só trocam de posições”, disse.
“Oposição é você chegar novo numa situação e ter uma postura séria, fixa e impor a sua condição”, disse ele, acrescentando que há na verdade apenas uma “troca de figurinhas. “Eu não consigo enxergar aqui dentro da cidade de Triunfo uma efetiva e verdadeira oposição, emendou o médico.
O Vice
Questionado quem seria o seu pré-candidato a vice na chapa, o médico afirmou: “Desconheço hoje uma pessoa que seja realmente preparada e com vontade de fazer um trabalho sério aqui na cidade”, disse o médico, afirmando ainda que está aberto a todos e que o nome escolhido será analisado por ele e pelo grupo que o acompanha, sendo que a decisão final será entre todos e que será anunciada oficialmente quando houver a definição concreta.
Apoios e lideranças
Perguntado se a chapa já contaria com apoio de lideranças locais, o médico afirmou: “Eu tenho o meu trabalho aqui dentro e o meu trabalho é um trabalho muito bem aceito. É muito precoce hoje eu falar que tenho lideranças (…) eu tenho pessoas que estão vindo comigo e são bastantes”, disse. O médico acrescentou ainda que está havendo grandes adesões ao seu nome e ao seu projeto.
Nova política
O pré-candidato falou ainda das mudanças que já vem ocorrendo na política nacional. “O Brasil está em mudanças e precisa de gente séria e centrada, gente que tenha amor a seu próximo e não a seu bolso. Muitas pessoas fazem política para suas famílias e para o seu bolso, eu não preciso disso, minha vida já está feita, eu vim aqui para ser um político e, tomara Deus que eu seja (…) o melhor político dessa cidade, porque eu tenho um trabalho e tenho o meu nome a zelar e eu tenho um programa de trabalho”, enfatizou o médico.
Propostas
O médico afirmou que uma eventual gestão sua será extremamente técnica, com os cargos sendo exercidos por pessoas capacitadas e da área voltados para a população.
Saúde e educação seriam áreas de grande importância em um eventual governo, disse o médico. “O país só cresce com educação, tem que tirar uma criança de três anos e colocar numa creche”, frisou o médico, afirmando ainda que possui projetos para dar uma boa formação para os jovens.
O médico finalizou afirmando que: “Hoje nós temos políticos de qualidade limitada (…) esses políticos (…) aproveitam da pessoa com pouca cultura para se aproveitar dele principalmente no que se refere a compra de voto. Hoje eu vim para Triunfo para oferecer o melhor produto que existe, que sou eu mesmo, estou trocando algo que eu sei que lá na frente não vai me dá benefício nenhum, é com um propósito isso que estou trabalhando (…) eu irei trabalhar para ser o melhor prefeito”, disse.

Radas PB

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias