Condenado por nepotismo, Gadelha diz que vai recorrer

O prefeito de Sousa, André Gadelha (PMDB), revelou nesta segunda-feira (16) que vai recorrer da decisão da Comissão que dá cumprimento à Meta 4/CNJ do Tribunal de Justiça da Paraíba que o condenou por atos de improbidade administrativa e de crimes contra a administração Pública.

A condenação publicada no último dia 13 no 2º lote de sentenças referentes aos processos da Meta, de acordo com o prefeito, não será empecilho para barrar seu projeto eleitoral de disputar a reeleição. “É uma condenação de 1ª Instância”.
De acordo com André Gadelha, as acusações de nepotismo, pela qual foi condenado não se sustentam. No cruzamento da folha não foi encontrada a nomeação de nenhum parente meu “Eu não cometi crime de nepotismo algum”, garante.
André Gadelha tem certeza que seus argumentos (nomeação de 700 pessoas, através de concurso), serão acatados pelo pleno TJ.
Gadelha reconhece, no entanto, que admitiu médicos e nutricionistas de uma mesma família por dificuldades para formar equipe início de sua administração.  "Demiti todos assim que fui notificado e realizei concurso. Eu fui dos poucos gestores que realizou certame no estado”, informa.

ClickPB

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias