Operação Andaime – STJ manda soltar Erivaldo Jacó e, dos sete presos, apenas Marinho não pediu a liberdade



Ao conceder a liberdade para a prefeita afastada de Monte Horebe, Cláudia Dias (PSB), em decisão proferida no dia 04 de março, o Ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do STJ – Superior Tribunal de Justiça, abriu a perspectiva para que a mesma medida, também, fosse sendo concedida as demais pessoas presas durante a terceira fase da operação andaime, ligadas ao núcleo criminoso que atuava no município de Monte Horebe.

Quem já está com liberdade concedida, aguardando tão somente a publicação da decisão, que deverá acontecer no próximo dia 28, é o ex-secretário da Prefeitura horebense, Erivaldo Jacó.
Dos sete envolvidos presos preventivamente, após a liberdade de Cláudio Dias, o segundo a ser liberado foi Francisco Moreira Gonçalves (Didi das Licitações), depois o esposo da prefeita Fábio Barreto, na segunda-feira, será a vez de Erivaldo Jacó, sem se falar que Eloízio Guarita, o último a ser preso, foi liberado, após firmar acordo de delação premiada com o Ministério Público Estadual.
O construtor Francisco Antônio de Sousa (Antônio Popô) foi o último a requerer a sua liberdade junto ao STJ, estando o seu pedido concluso para apreciação e o empresário Mário Messias Filho (Marinho) foi o único que não requereu a sua liberdade, certamente pelo fato de não ter conseguido reverter à prisão determinada pela Justiça Federal.
F: Adjamilton Pereira

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias