Polícia prende suspeito de financiar assassinato de radialista no Ceará

655665566556A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (2) o quarto suspeito de envolvimento no assassinato do radialista Gleydson Carvalho, morto com três tiros enquanto trabalhava, em 6 de agosto deste ano, em Camocim, no litoral oeste do Ceará.
O suspeito preso nesta quarta foi Francisco Pereira da Silva, de 51 anos. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele foi citado por outros envolvidos como responsável por dar apoio financeiro para a execução do radialista.
Ainda de acordo com a SSPDS, Francisco Pereira foi preso na casa onde mora, em Martinópole, município vizinho a Camocim. No momento da prisão, o homem negou envolvimento no fato e disse nunca ter tido contato com Gleydson.
Francisco foi conduzido à Delegacia Regional de Camocim, onde foi autuado por homicídio qualificado. Em seguida, ele foi transferido para a cadeia pública da cidade, onde deve permanecer por alguns dias até ser transferido à Penitenciária Industrial Regional de Sobral.
Prisões em Goiás e no Ceará
No dia 25 de setembro, Thiago Lemos da Silva, 22 anos, e Regina Rocha Lopes, de 19, foram presos em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia, também por suspeita de envolvimento no assassinato. Ao ser preso, segundo a polícia, Thiago confessou que participou do homicídio, mas não revelou se ele foi o autor dos disparos. A jovem detida em Goiás não falou nada aos agentes durante a prisão.
Um dia após o crime, outro casal havia sido preso após uma foto do radialista ser encontrada na casa onde estavam, no município de Senador Sá, também vizinho a Camocim. Em depoimento, eles disseram aos policias que alugaram a casa para abrir um bar, no entanto, havia indícios de que o local foi usado para planejar o crime, de acordo com a Polícia Militar.
Execução do crime
Segundo a PM, os dois homens contratados para matar Gleydson chegaram à rádio dizendo que queriam fazer um anúncio e, logo em seguida, renderam a recepcionista. Eles invadiram o estúdio onde Glaydson apresentava um programa, dispararam contra o radialista e fugiram.
Segundo testemunhas, na hora do homicídio, a transmissão estava com programação musical. A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Deputado Murilo Aguiar, mas morreu no caminho. Gleydson Carvalho era conhecido na cidade por ser apresentador de um programa que fazia denúncias contra políticos da região.
G1 CE

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias