Júri condena a 9 anos de cadeia acusado de tentar matar jovem, no ano passado, em Pombal


Durou poucas horas a sessão do tribunal do júri de Pombal, realizada nesta quinta-feira (10), que analisou a denúncia do Ministério Público contra o presidiário Alessandro Herculano, conhecido por “Cacetada”, acusado de tentativa de homicídio.

A maioria dos jurados – num total de 7 – entendeu que o réu foi o autor dos disparos que atingiram José Teodoro de Maria Neto, 24 anos, fato ocorrido na madrugada do dia 14 de dezembro de 2014, no bairro Nova Vida (RELEMBRE).

Para o Promotor José Carlos Patrício, que atuou na denúncia, “Cacetada” agiu sem dá chances da vítima se defender e o motivo do crime teria sido fútil.

Ao final do julgamento, a juíza Andrea Costa Dantas leu a sentença condenatória de 9 anos e 6 meses de prisão contra “Cacetada”, em regime fechado.

Naldo Silva – LIBERDADE PB

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias