Pâmela vê “armação” em acusação de mãe de santo

Jornalista, Pâmela Bório chama veículos que publicaram informação de "corja"
Jornalista, Pâmela Bório chama veículos que publicaram informação de "corja"
Uma armação maligna. Assim a jornalista Pâmela Bório classificou na noite desta terça-feira (13) a declaração de uma mãe de santo baiana que garante ter sido contratada pela ex-primeia-dama do Estado para fazer um “trabalho” de candomblé para “tirar a vida” do governador Ricardo Coutinho, com quem a ex-mulher disputa judicialmente a guarda do filho.
A notícia foi publicada inicialmente no blog do jornalista Magno Martins, referência na cobertura política em Pernambuco e parceiro do Portal MaisPB. No pronunciamento, via Instagram, Bório se dirigiu a “corja de salafrários que não se cansa de transmitir asneiras”, numa referência aos veículos que publicaram a informação e o vídeo.
Ela sustenta taxativamente não ter ido a Salvador (Bahia) no ano passado e que última estada na cidade foi em 2003, acompanhando o próprio Ricardo Coutinho em reunião com a presidente Dilma Rousseff.
“Não estive na Bahia no ano passado e não sou eu a simpatizante de quem trabalha com magia negra. Pelo contrário: repreendo todos os ímpios e ojerizo toda iniqüidade, em nome de Jesus Cristo”, enfatizou a jornalista dos quadros da TV Tambaú, afiliada do SBT na Paraíba.
MaisPB

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias