MP determina vistoria em ônibus escolares da Prefeitura de Cajazeiras e metade da frota foi reprovada


Mesmo com a intervenção direta do ex-prefeito Carlos Antonio, mandando adquirir equipamentos e determinando a adoção de providências com relação aos problemas existentes em ônibus escolares do município, a ação não foi suficiente para que os veículos fossem aprovados em uma vistoria determinada pelo Ministério Público.

A Promotora Fabiana Pereira Guedes determinou que os ônibus escolares fossem submetidos a uma vistoria, o que foi feito por equipe de João Pessoa, no sábado 17, quando metade da frota apresentada foi reprovada. O município tem 22 ônibus, mas só 14 foram apresentados para vistoria e, destes, apenas 07 estão em condições normais de uso.

O Ministério Público está apurando denúncias de irregularidades no transporte escolar da Prefeitura de Cajazeiras, feitas pelos próprios motoristas, temerosos de virem a ser responsabilizados em caso de acidentes, já que as irregularidades apontadas colocam em risco os alunos.

De acordo com as denúncias, as irregularidades vão da ausência de equipamentos de segurança e até retrovisores, ônibus circulando com falta de peças, sem trocar o óleo e o filtro na quilometragem devida, além da falta de diversos acessórios de segurança, a exemplo de extintores, cinto de segurança, step, reparos de manutenção como buchas dos amortecedores, também foram objeto da denúncia formulada ao MP.

A denúncia também questiona a ausência de monitores no transporte de crianças, descumprindo a legislação federal, já que o transporte deveria ser feito com cuidadores

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias