Bancos rejeitam reivindicações de igualdade e bancários podem entrar em greve ainda esse mês na PB

Bancos rejeitam reivindicações de igualdade e bancários podem entrar em greve ainda esse mês na PB
 Como tem acontecido todos os anos, no mês de setembro, os bancários podem entrar em greve por tempo indeterminado por conta de entreva nas negociações do reajuste salarial com os banqueiros. . O “não” continua sendo a palavra usada pelos banqueiros paraibanos na hora de negociar as reivindicações dos funcionários da Campanha Nacional 2015. Foi assim nas duas primeiras rodadas, com os temas emprego, saúde, segurança e condições de trabalho.

A Fenaban não saiu da mesma toada, nesta quarta-feira (9), em São Paulo, com as reivindicações sobre igualdade de oportunidades, as quais visam corrigir discriminações históricas de gênero, raça e orientação sexual nos locais de trabalho. Sem avanço nas negociações os bancários paraibanos podem entrar em greve ainda esse mês. Em negociação com os bancos desde o mês passado, os funcionários das instituições, tanto públicas quanto privadas, podem deflagrar greve ainda em setembro. Segundo os sindicatos com atuação na Paraíba, essa será uma semana decisiva, pois as reuniões entre patrões e empregados vão abordar o reajuste salarial.

A expectativa é que até o início da próxima semana a categoria receba a proposta final dos bancos e decida pela greve ou celebração do acordo. O presidente do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Rostand Lucena, disse que até o momento não houve nenhum avanço nas questões já discutidas, como segurança, saúde e condições de trabalho. O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, disse que a categoria prefere o caminho do diálogo, mas não descarta a greve.

A categoria quer reajuste salarial de 16%, fim das demissões, piso salarial de R$ 3.299,66 entre outras questões.

Redação  uirauna em foco:fonte PB Agora

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias