Zenildo ressalta a importância da identificação biométrica em Sousa para a confiança nos resultados



Defensor do cadastramento biométrico que na visão de Zenildo Oliveira é uma tecnologia desenvolvida para oferecer ainda mais segurança ao processo eleitoral. O sousense destaca a importância de todos os eleitores da 35ª Zona Eleitoral localizada em Sousa procurarem a justiça eleitoral para fazerem sua biometria que promoverá uma eleição mais segura e eficaz em 2016.
 
 
Zenildo lembra que é importante o eleitor ficar atento as Zonas Eleitorais que estão passando pelo processo de cadastramento biométrico e comparecer o quanto antes, não deixando para a última hora, evitando assim filas. Ele destaca também que a justiça eleitoral já afirmou que o eleitor que não se cadastrar terá seu título cancelado, acarretando inúmeros prejuízos, ficando impedido de votar, requerer passaporte, inscrever-se em concurso público, fazer empréstimo financeiro, dentre outros.
 
Apesar da inovação, o procedimento não muda significadamente com a forma de reconhecimento nas seções eleitorais. Assim como nas disputas anteriores, o eleitor terá de se apresentar aos mesários. Esses funcionários, por sua vez, verificam se ele está no local correto, se levou um documento oficial com foto e se está com a relação de números dos candidatos — a cola eleitoral, o procedimento visa, sobretudo promover uma eleição mais segura e eficaz em 2016. “Procure o posto de atendimento mais próximo e exerça a sua cidadania”, afirmou Zenildo.
 
Em 2014, 900 mil eleitores paraibanos foram identificados pelas digitais no momento da votação. Para as eleições de 2016, a justiça eleitoral pretende cadastrar biometricamente mais 916 mil eleitores no Estado.

F: folha do sertão

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias