Padre de Cajazeiras fala pela primeira vez de acidente que vitimou professora em Sousa; Revelou dificuldades e agradeceu orações

Ainda abalado, Agripino Ferreira comparou o acidente a uma queda. “Não tem explicação. A gente vai bem e cai"


Padre Agripino Ferreira de Assis da Catedral de Cajazeiras
O padre da cidade de Cajazeiras, Agripino Ferreira se pronunciou publicamente nesse domingo (30), sobre o acidente do último domingo (23), que vitimou a professora Eunézia Vieira Alves Bezerra, 50 anos, na BR 230 em frente à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Sousa.
Agripino Ferreira conduzia um Fiat Uno quando colidiu com a mulher, que faleceu no local. Durante a missa, o religioso agradeceu as orações dos fieis e pediu a Deus pela alma da professora, além de consolação à família.

Ainda abalado, Agripino Ferreira comparou o acidente a uma queda. “Não tem explicação. A gente vai bem, cai e não tem como explicar”.
Ele disse reconhecer as orações e solidariedade da comunidade cristã. “Vamos rezar para que não aconteça a nenhum de nós. Que Deus nos dê força neste momento difícil”.
Ouça áudio do padre!

F: DIARIO DO SERTÃO

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias