Após nove anos, juiz sentencia caso dos 13 mortos em acidente e prefeitura vai pagar mais de 6 milhões de indenização a famílias

Um ônibus pertencente a Prefeitura Municipal colidiu na lateral de um veículo pau-de-arara que estava com os estudantes

13 pessoas morreram no acidente registrado no dia 23 de maio de 2006 (Foto: obeabadosertão)
O juiz Diego Guimarães da 4ª Vara da comarca de Sousa, sentenciou nesta quinta-feira (27) o caso do acidente ocorrido no dia 23 de maio de 2006 na rodovia PB-391, entre os municípios de Sousa e Uiraúna. A colisão envolveu um ônibus e um veículo pau-de-arara e deixou 13 mortos e 15 feridos. De acordo com a decisão judicial, as famílias vítimas devem receber até 500 mil. O valor total da ação para as 13 famílias poderá ultrapassar os seis milhões e devem ser pagos pela prefeitura municipal de Vieirópolis.



O acidente
De acordo com informações da Polícia Militar, ao desviar de uma carroça de burro, um ônibus pertencente a Prefeitura Municipal de Vieirópolis colidiu na lateral de um veículo pau-de-arara que estava com os estudantes. Todas as vítimas fatais estavam no pau-de-arara.



A reportagem do Portal e TV Online Diário do Sertão entrevistou nesta sexta-feira (28) o advogado Cláudio Diniz, ele é o advogado das famílias dos estudantes mortos no trágico acidente. Nove anos após a tragédia, as famílias das vítimas já foram comunicadas da decisão da justiça e irão receber a indenização.
Veja também:
● Vídeo mostra como vive famílias das 13 pessoas mortas no acidente de Sousa


 “A dor das famílias persiste até hoje, foi uma grande tragédia e essas pessoas ainda vivem esse pesadelo. O processo corre em segredo de justiça, e depois de nove anos, felizmente a prudência e o bom senso do magistrado e condenaram a prefeitura em pagar aos familiares dessas vítimas”, disse o advogado Cláudio Diniz.

Assista a reportagem da TVDS com o advogado Cláudio Diniz!



​uirauna em foco   fonte:DIÁRIO DO SERTÃO

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias