Romário nega sonegação de conta no exterior e ameaça processar Veja

O ex-jogador e atual senador Romário (PSB) divulgou nota oficial neste sábado desmentindo matéria publicada pela edição desta semana da revista Veja. Segundo a publicação, o presidente da CPI do Futebol tem uma conta em um banco da Suíça com valor equivalente a R$ 7,5 milhões não declarados à Justiça Eleitoral e à Receita Federal.
Em carta publicada em suas redes sociais, o Baixinho não negou a existência da conta. Justificou que realmente pode ter aberto e não fechado contas durante o tempo em que jogou futebol no exterior. Romário rejeita veementemente, porém, a informação da Veja de que fez aplicações em dezembro de 2013.
"Obviamente, fiquei muito feliz com a notícia, assim que possível, irei ao banco para confirmar a posse desta conta, resgatar o dinheiro e notificar à Receita Federal (...) Espero que seja verdade, como trabalhei em muitos clubes fora do Brasil, é possível que tenha sobrado algum rendimento que chegou a essa quantia. Estou me sentindo um ganhador da Mega Sena, só que do meu honesto e suado dinheiro", ironizou Romário, para depois questionar a revista.
"O que há de estranho nisso é a informação da revista de que a aplicação seria de 2013. Certeza que eu não fiz nenhuma aplicação no período recente. Também não recebi nenhuma notificação do Ministério Público a respeito. Mas como se trata da revista Veja, se a informação estiver errada, não será uma surpresa", disparou o senador.
O ex-jogador também contestou informação publicada na revista de que circula pelo Rio de Janeiro com uma Ferrari vermelha. Segundo ele, o carro, comprado em 2004, "já não se encontra na cidade há alguns anos".
Por fim, Romário acusou a Veja de publicar a matéria em represália as suas atitudes no Senado, sobretudo à frente da CPI do Futebol, e ao fato de ele liderar as primeiras pesquisas de intenção de voto para a eleição para prefeito do Rio de Janeiro, em 2016.
"Se vocês lerem a matéria, perceberão que não há uma fonte sequer identificada de acusações contra mim. Vale informar que durante as eleições do ano passado, essa mesma cretina revista tentou publicar essa matéria contra mim, com claras motivações políticas. A matéria não saiu, na época, por falta de consistência. Não é de suspeitar que uma semana depois de eu despontar com alto índice de intenções de votos para a prefeitura do Rio, a publicação tenha sido resgatada com este fato novo da conta na Suíça. Difícil é esperar credibilidade de uma revista como essa, que vende capa", afirmou Romário, que prometeu acionar judicialmente os jornalistas que assinam a reportagem, Thiago Prado e Leslie Leitão.
"Podem atacar, mas eu continuarei presidente da CPI do Futebol e imbuído de vontade de moralizar o futebol brasileiro. Sobre o meu futuro político, nada vai tirar meu foco! Aos meus concorrentes, minhas pretensões se fortalecem com matérias como essas. Aos repórteres que assinam mentiras, nos vemos na justiça", escreveu o ex-jogador

F: UOL

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias