Lava Jato faz buscas nas casas de Collor e de senador do PP




A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira mais uma etapa da Operação Lava Jato e cumpre 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) referentes a seis processos contra políticos investigados no petrolão.
Um dos alvos da ação é o senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL): agentes vasculham as casas de Collor em Brasília e Maceió, além da residência do filho dele, Arnon de Mello, na capital alagoana e da sede da TV Gazeta de Alagoas, que pertence ao senador.
São também alvo das buscas os senadores Ciro Nogueira (PP-PI), presidente nacional da legenda, e Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE).
São cumpridos sete mandados em Alagoas, doze no Distrito Federal, onze na Bahia, oito em Pernambuco, cinco em Santa Catarina, cinco no Rio de Janeiro e cinco em São Paulo.
Batizada Politeia, termo de origem grega em referência ao livro República, de Platão, que cita uma cidade perfeita, onde a ética prevalece sobre a corrupção, a operação cumpre mandados expedidos pelos ministros Teori Zavascki, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski e tem como objetivo evitar a destruição de provas, segundo a Procuradoria-Geral da República.
Além das casas dos investigados, as buscas se dão nas sedes de empresas, escritórios de advocacia e órgãos públicos. As medidas decorrem de representações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. De acordo com a Procuradoria-Geral da República, esta é a primeira fase da Lava Jato no âmbito do STF. "Adsumus (aqui estamos)", afirmou o procurador-geral Rodrigo Janot, em nota, ao afirmar que as medidas refletem atuação "firme" do MPF.

Texto/Revista Veja
Foto/Sergio Lima/Folhapress

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias