Idoso é morto e crime pode ter sido por homofobia; PB registra outras duas mortes

Idoso é morto e crime pode ter sido por homofobia; PB registra outras duas mortes




Imagem ilustrativa

Dois homicídios e a localização de um corpo foram registrados na Paraíba na noite desta quarta-feira (22). Casos ocorreram em Soledade, no Agreste, e em Patos, no Sertão, respectivamente a 165 e 307 km da Capital; e em Cabedelo, na Grande João Pessoa, onde um idoso foi morto e o crime pode ter sido motivado por homofobia, de acordo com familiares.

O assassinato em Cabedelo ocorreu em uma vila conhecida como ‘Beco do Bolo’, no bairro do Poço. Um aposentado de 75 anos foi morto e encontrado por familiares com mãos amarradas com cordas e sem roupas na casa onde morava. A Polícia Militar informou que a vítima apresentava sinais de espancamento, mas ainda seriam averiguadas as causas da morte. 

Familiares que estiveram no local informaram que o idoso morava só. Os parentes relataram que ele era homossexual e que o crime poderia ter ocorrido por discriminação. Outra hipótese levantada por eles seria a de que os criminosos poderiam estar buscando quantias em dinheiro guardadas na residência.

A PM contatou um arrombamento na porta dos fundos da casa, mas, até as 23h30 desta quarta, ninguém havia sido preso e os possíveis suspeitos pelo crime eram desconhecidos. Após perícia, o corpo deveria seguir para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal de João Pessoa, no bairro do Cristo Redentor, Zona Oeste.

No caso de Soledade, um homem foi morto com golpes de faca. Conforme a PM da cidade, uma rixa antiga teria motivado o crime, mas os oficiais não souberam especificar os detalhes da rivalidade. O suspeito pelo crime se entregou à polícia, que o conduziu à delegacia da cidade de Esperança, que fica responsável pelas ocorrências na região, onde seria autuado por homicídio e encaminhado para a prisão.

Em Patos, o corpo de um homem não identificado foi encontrado em estado de putrefação. Segundo a PM, ele foi achado em uma área de mato, por trás do antigo Campestre Clube. Os policiais informaram que ainda não era possível determinar a causa da morte nem o tempo em que o possível crime aconteceu. O corpo seria conduzido ao Instituto Médico Legal da cidade, onde seria periciado.

F - PORTAL CORREIO

Compartilhe esta noticia:

Postar um comentário

 
Copyright © UIRAÚNA EM FOCO. Designed by Rafael Matias